Marc Ribot, Rafael Toral e coletivo Irreversible Entanglements abrem 2019 no gnration

| Cultura

O espaço gnration, em Braga, vai contar com as atuações do guitarrista norte-americano Marc Ribot, do português Rafael Toral e do coletivo Irreversible Entanglements, nos primeiros meses de 2019, anunciou hoje aquela sala.

O programa de 2019 arranca no dia 18 de janeiro com o músico Rafael Toral, que vai "revisitar" o álbum "Wave Field", de 1995, agora reeditado e remasterizado pela Drag City em vinil.

No dia 06 de fevereiro, o coletivo de free jazz Irreversible Entanglements, que junta Keir Neuringer, Camae Ayewa (também conhecida por Moor Mother) e Luke Stewart, vai apresentar-se em Braga.

Onze dias depois é a vez do projeto Marc Ribot`s Ceramic Dog, que reúne o guitarrista ao baterista Ches Smith e ao músico Shahzad Ismaliy.

O primeiro trimestre de 2019 vai ainda levar ao gnration nomes como os dos artistas Lucas Paris, Eli Keszler e Ryoichi Kurokawa, enquanto o francês Maotik vai apresentar um novo trabalho na galeria INL, fruto de uma residência artística no Laboratório Ibérico de Nanotecnologia.

Também na programação do gnration, para o começo de 2019, encontra-se o bracarense Ângela Polícia, que vai atuar no dia 16 de março.

 

Tópicos:

Irreversible Entanglements, Laboratório Ibérico, Lucas Paris Eli Keszler, Moor Mother, Ribot,

A informação mais vista

+ Em Foco

A primeira-ministro britânica descarta um segundo referendo, por considerar que não vai solucionar a encruzilhada que o Reino Unido enfrenta.

Xi Jinping passou dois dias em Lisboa, na primeira visita de Estado a Portugal desde que é Presidente da República Popular da China. Foram assinados vários acordos bilaterais.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      O processo de degelo na Gronelândia acelerou substancialmente nas últimas décadas. Os investigadores alertam para o perigo da subida do nível da água do mar.