Miguel Vieira celebra 30 anos de carreira com "Rock& Roll" na semana da moda de Milão

| Cultura

O `designer` português Miguel Vieira, que celebra este ano 30 décadas de carreira, regressa no próximo domingo à semana da moda masculina de Milão, em Itália, para apresentar "Rock & Roll", a nova coleção inverno 2018-2019.

"Rock & Roll é mais do que música. É um estilo de vida. Linguagem e movimento cultural, que se reflete na moda e cria ícones intemporais. Nesta coleção, que celebra o espírito aventureiro, o `Homem Miguel Vieira` e `rock & roll` são binómio, que simboliza estilo e irreverência, tradição e liberdade", explica o criador, natural de São João da Madeira, distrito de Aveiro.

Na passarela da semana da moda masculina de Milão vão poder ver-se as cores de eleição de Miguel Vieira, o `preto caviar` e o azul-marinho, mas desta vez em combinação com "verde azeitona e pormenores de dourado", avançou à Lusa.

A forma do `rock & roll` vai refletir-se no desfile através de "silhuetas esguias e clássicas", com tecidos em malha e com lurex, mas também com `jacquards`, pelo falso e estampados em flocado sobre fazenda.

Os peitilhos em pele para camisa, botins com tachas, bolsas de cintura, mochilas em pele e bolsas de mão são alguns dos acessórios em destaque para a próxima coleção para o tempo frio de Miguel Vieira.

O início do desfile de Miguel Vieira, que está integrado no roteiro internacional do Portugal Fashion para o inverno 18-19, está marcado para as 19:30 (18:30, pela hora de Portugal Continental e Madeira), no espaço Padiglione Visconti (via Tortona 58), a nova localização oficial da semana da moda masculina de Milão.

"O caminho que estamos a desenhar no `menswear`, com a presença em diferentes mercados, com várias ações de promoção e, inclusive, com iniciativas complementares de suporte comercial, é recente, mas já repleto de histórias para contar. A afirmação de Miguel Vieira no mercado italiano, e a partir dele para o mundo, é um desses casos dignos de destaque, por todas as conquistas que temos conseguido potenciar em termos de notoriedade e projeção", declarou o presidente da Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE), Adelino Costa Matos.

O Portugal Fashion é um projeto português que tem o objetivo de dar visibilidade, a nível nacional e internacional, ao setor têxtil e vestuário no capítulo da moda, e que é promovido pela ANJE, em colaboração com a Associação Têxtil e Vestuário de Portugal.

O desfile do próximo domingo, dia 14, é o terceiro consecutivo de Miguel Vieira na Milano Moda Uomo, considerada uma das "mais importantes montras mundiais no segmento `menswear` [roupa de homem]", e um "mercado catalisador de todo o negócio internacional do criador", refere a organização do Portugal Fashion em comunicado de imprensa.

A celebração dos 30 anos de carreira de Miguel Vieira, 51 anos de idade, decorrem este ano, mas os festejos já arrancaram em junho transato, precisamente em Milão, com a estreia da coleção primavera/verão 2018 "30Th", na semana da moda masculina italiana.

O criador de moda portuguesa, que estudou arte e `design` na Escola Secundária de São João da Madeira e fez o curso de controlo de qualidade têxtil no Instituto Superior de Engenharia Têxtil no Porto, gere atualmente a sua empresa, que é uma das marcas portuguesas que se destacam nas passarelas portuguesas de eventos como o Portugal Fashion ou Moda Lisboa, mas também em feiras da especialidade e em semanas da moda, designadamente a de Nova Iorque (EUA).

Tópicos:

Fashion Moda, Iorque, Milão, Padiglione Visconti, Têxtil,

A informação mais vista

+ Em Foco

O antigo procurador-geral da República do Brasil revelou à RTP que já recebeu várias ameaças de morte e defendeu uma reforma profunda do sistema político brasileiro.

Quando Ana Paula Vitorino indicou Lídia Sequeira, a economista ainda era gerente da sua empresa, o que viola a lei em matéria de incompatibilidades e o dever de imparcialidade.

Em seis anos, as investigações sucederam-se, sem poupar ninguém, da política ao futebol e à banca, seguindo a bandeira da ainda procuradora geral, o combate à corrupção.

    O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.