Rita Nunes estreia primeira longa-metragem de ficção "Linhas Tortas"

por Lusa

"Linhas tortas", a primeira longa-metragem da realizadora portuguesa Rita Nunes, uma ficção ancorada no tempo atual, em que as relações passam pela Internet, estreia-se hoje, nos cinemas portugueses.

Com argumento de Carmo Afonso, "Linhas Tortas" é protagonizado por Joana Ribeiro e Américo Silva, nos papéis de uma jovem atriz e de um jornalista que iniciam uma relação virtual no Twitter, sem que ela conheça verdadeiramente a identidade dele.

Esta é "uma história de enganos amorosos e do desenleio desses enganos, sempre arrastada pela força maior do acaso", refere a realizadora na sinopse.

Rita Nunes acrescenta: "As personagens principais mais do que agentes activos da história, são alvos; de acasos felizes ou trágicos, de enganos, dos outros personagens. Essa é a condição que se pretende apresentar no filme - a da impenetrabilidade do curso dos acontecimentos e a da consequente vulnerabilidade dos personagens".

Produzido por Paulo Branco e rodado em Lisboa, o filme conta ainda no elenco com nomes como Ana Padrão, Miguel Nunes, Manuel Wiborg, Maria Leite e Elmano Sancho.

Nascida em Lisboa em 1974, Rita Nunes tem trabalhado sobretudo em publicidade. Nos anos de 1990 fez o curso de cinema e de escrita para cinema e televisão.

Antes de "Linhas tortas" fez dois telefilmes para a RTP - "As contas do morto" (1998) e "Só por acaso" (2001) - e várias curtas-metragens, entre as quais "Menos nove" (1997), a mais conhecida da filmografia.

 

Tópicos