Teatro Micaelense recebe no sábado a estreia do espetáculo de dança "Garden"

| Cultura

O Teatro Micaelense, em Ponta Delgada, recebe este sábado a estreia de "Garden", coreografia de Daniel Cardoso, diretor artístico do Quorum Ballet, em colaboração com o coletivo 37.25-NAP, que espelha três fases da vida de uma mulher.

"Garden" junta o diretor artístico e coreógrafo residente da companhia Quorum Ballet e as bailarinas Catarina Medeiros, Maria João Gouveia e Sara Machado, do coletivo artístico 37.25 - Núcleo de Artes Performativas, num espetáculo que se estreia, este sábado, no Teatro Micaelense, em Ponta Delgada, mas que pretende expandir-se para outros sítios, adiantou Daniel Cardoso.

A peça surge no seguimento de uma colaboração que já tinha sido feita, em 2016, entre a companhia e o núcleo regional, altura em que estes se juntaram ao Quorum Ballet, para encenarem "uma versão contemporânea do `Lago dos Cisnes`, que requer sempre bailarinos extra aos bailarinos que estão na companhia".

A parceria feita há três anos deixou a vontade de "fazer algo de raiz", que voltasse a juntar os bailarinos, mas dificuldades financeiras atrasaram o processo, até que "daí surgiu este `Garden`", que foi criado "para estas bailarinas", explicou à Lusa Daniel Cardoso.

"Na altura tinha ideias de fazer algo que tivesse a ver com a cultura local, mas depois, quando começámos a trabalhar no estúdio, virei a agulha completamente", explicou.

Deparou-se "com três bailarinas, três mulheres, todas com idades diferentes, com experiências diferentes, em fases diferentes" e acabou por "fazer a peça sobre isso mesmo, fazer a peça sobre a mulher, na realidade".

O espetáculo versa "sobre as três fases da vida da mulher: a mulher enquanto criança e adolescente, a mulher já feita que ainda não tem a responsabilidade de família, ou de um filho, ou de algum relacionamento mais pesado ou mais sério e a mulher que passou por tudo um pouco, que já tem filhos e que tem uma vida já estável e uma `vida normal`, vista pela sociedade".

O "ponto fulcral acaba por ser a personagem da mãe, da pessoa que está lá para direcionar e que está lá para o que der e vier", e é daí que surge "o jardim, que significa a origem, o nascimento das coisas", esclareceu o coreógrafo.

Por agora, está apenas agendado o espetáculo de sábado, no Teatro Micaelense, mas Daniel Cardoso gostava de poder levar a peça a outros sítios "no formato que tinha pensado originalmente, que era haver uma ligação com os bailarinos do Quorum Ballet".

"Aí, a peça seria feita com seis mulheres e não com três", afirmou o coreógrafo, acrescentando que pretende "pegar neste conceito, estendê-lo um pouco, e arranjar meios para o fazer de outra forma".

Daniel Cardoso fundou o Quorum Ballet, em 2005, depois de ter estado integrado, enquanto solista, em companhias como a Martha Graham Dance e o Donald Byrd/The Group, e de ter sido bailarino convidado no Westchester Ballet Company, no Pearl Lang Dance Theater e na Battery Dance Company, entre outras formações.

Foi bailarino principal do Peter Schaufuss Ballet, na Dinamarca.

Como coreógrafo, criou mais de 35 trabalhos para o Quorum Ballet e peças para o Ballet Nacional da Opera da Albânia, o Peter Schaufuss Ballet, a Vaganova Academy e o Conservatório Nacional, entre outros.

Para este trabalho, junta-se ao 37.25 - NAP, um núcleo constituído por oito bailarinos micaelenses, que comunicam as suas experiências e a herança insular através da dança.

Tópicos:

Conservatório, Deparou, Donald Byrd, Gouveia Sara, Micaelense, Opera Albânia Peter Schaufuss Ballet, Quorum Ballet, Westchester Ballet Company,

A informação mais vista

+ Em Foco

Foi há 50 anos que o Homem partiu para a Lua. De Cabo Canaveral, nos EUA, seguiram três astronautas para colocar os nomes na história da humanidade.

Ouvido pela RTP, o artista chinês mostra-se convicto de que Hong Kong e Macau não serão, no futuro, controlados pela China.

Começa a legislatura do Parlamento Europeu saído das últimas eleições. Conheça aqui os eurodeputados portugueses e as suas prioridades.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.