Zé Pedro homenageado com concerto emotivo e figuras de Estado em palco

| Cultura

|

Os Xutos & Pontapés deram hoje no Rock in Rio Lisboa um concerto emotivo, o primeiro grande espetáculo sem o guitarrista Zé Pedro, que contou com as três maiores figuras do Estado português em palco.

Hoje foi a oitava vez, em oito edições, que os Xutos subiram ao Palco Mundo, o maior da `cidade do rock`, no Parque da Bela Vista, mas o primeiro sem Zé Pedro, que morreu em novembro do ano passado, e que a banda decidiu homenagear ao longo de pouco mais de uma hora.

Apesar de não ter estado presente fisicamente, Zé Pedro foi lembrado por diversas vezes e acabou por `estar` no concerto em fotografias antigas da banda mostradas nos ecrãs que ladeiam o palco durante "Mar de Outono", tema do próximo disco, quase a meio do espetáculo, no primeiro momento em que começou a chover.

Em "Maria", o vocalista Tim avisou o público que tinham recuperado "fitas antigas" e que Zé Pedro estaria em palco com eles.

Nos ecrãs foi projetado um vídeo do concerto de celebração de 30 anos dos Xutos, no Estádio do Restelo em 2009, com foco em Zé Pedro, tendo o público aclamado e aplaudido aquela a quem muitos se referem como `o homem do leme` do grupo, nome de uma das músicas tocadas hoje e que foi um dos momentos emotivos do espetáculo.

O alinhamento consistiu sobretudo de temas que o público conhece bem, como "Contentores", "À minha maneira" e "Não sou o único" -- música escrita por Zé Pedro, como Tim fez questão de lembrar, mas também houve espaço para "Fim do Mundo", que o vocalista apresentou como "o último tema".

"É o nosso último tema. O nosso último tema gravado [enquanto quinteto], chama-se `Fim do Mundo` e é para vocês todos", disse.

Ao longo do concerto, o ecrã foi também mostrando imagens dos convidados especiais -- o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, o primeiro-ministro, António Costa, e o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina.

As três maiores figuras do Estado português e o autarca da capital assistiram ao concerto numa espécie de mini-palanque montado em frente ao palco, junto à zona técnica, mas no fim juntaram-se aos Xutos.

Com algumas de dezenas de outros convidados, os quatro fizeram coro no tema que encerrou o concerto, "A minha casinha", num momento em que chovia copiosamente, mas durante o qual o público não arredou pé.

Em palco, a acompanhar os Tim, Kalú (bateria), João Cabeleira (baixo) e Gui (saxofone), estiveram familiares e amigos de Zé Pedro, entre os quais se encontravam figuras como os futebolistas Pauleta e Sá Pinto, a líder do Bloco de Esquerda, Catarina Martins e a cantora Raquel Tavares.

Momentos antes de os Xutos & Pontapés subirem ao Palco Mundo, houve o `espetáculo Marcelo`.

O chefe de Estado, acompanhado de Ferro Rodrigues, e da mulher deste, de Fernando Medina, e da vice-presidente executiva do Rock in Rio Lisboa Roberta Medina, dirigiu-se à zona onde assistiu ao concerto pelo palco principal, percorrendo um corredor que liga aquela estrutura à zona técnica de apoio.

Enquanto isto acontecia, as pessoas que se apercebiam da sua presença iam gritando `olha o Marcelo` e algumas corriam na sua direção pedindo para tirarem fotografias com ele.

Questionado pelos jornalistas sobre se se sentia uma `estrela`, por causa do entusiasmo demonstrado pelo público presente, o chefe de Estado respondeu que "aquele entusiasmo todo" era para fazer "uma homenagem merecida a Zé Pedro".

Entre as várias interpelações às quais sempre respondeu, nem que fosse com um sorriso ou um aceno, Marcelo ouviu os "parabéns pelo que disse ao senhor americano".

António Costa chegou, acompanhado da mulher, já o concerto ia a meio, mas mesmo a tempo de ouvir "Circo de Feras", canção que entoou, tal como muitas outras e à semelhança da mulher e de Fernando Medina, os mais entusiastas do grupo, que chegaram a levantar-se para dançar.

No final do concerto, Tim agradeceu ao Rock in Rio, mas também ao público e "à pessoa que instigou a realização deste concerto de homenagem", Marcelo Rebelo de Sousa.

No fim fez-se "um minuto de barulho e palmas pelo Zé Pedro" e ficou confirmado que o guitarrista terá sempre um lugar cativo na banda e no coração do público português.

Tópicos:

Bela, Cabeleira, Ferro, Gui, Tim Kalú, Xutos Estádio Restelo,

A informação mais vista

+ Em Foco

A 15 de outubro de 2017, uma vaga de incêndios fez 50 mortos e dezenas de feridos. Reunimos aqui um conjunto de reportagens elaboradas um ano depois da catástrofe.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.

      Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.

        Logo após a recuperação das armas roubadas, o ex-chefe do Estado-Maior do Exército proibiu a PJ de entrar na base de Santa Margarida.