Zurbarán. Museu Nacional de Arte Antiga exibe pintura de Frei Pedro Machado

por Lusa

Lisboa, 16 set 2019 (Lusa) - Uma tela seiscentista representando Frei Pedro Machado, pintada por Francisco de Zurbarán (1598-1664), vai ser exibida a partir de quinta-feira, no Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA), em Lisboa.

De acordo com o museu, a pintura vai ser apresentada no âmbito do ciclo "Obra Convidada", que recebe obras cedidas por outras instituições, e será inaugurada numa sessão marcada para as 18:00, na Galeria de Pintura Europeia.

A obra é proveniente da Real Academia de Bellas Artes de San Fernando, em Madrid, e ficará patente até 12 de janeiro de 2020.

Esta pintura representa Frei Pedro Machado, famoso teólogo do século XVII, que habitou o convento Mercedário de Burgos, onde os frades se dedicavam ao resgate de cativos.

Ainda segundo o museu, a obra é proveniente da livraria do Convento de La Merced de Sevilha, e fazia parte de um conjunto de onze pinturas representando religiosos da Ordem, realizadas cerca de 1630.

Francisco de Zurbarán, recorda o museu, "alcançou grande sucesso com as suas séries de homens ilustres da Igreja, retratos de figuras monumentais pouco maiores que o natural, destacando-se de fundos neutros, todas elas impregnadas de uma solidez escultórica, tocadas pela santidade e pela sabedoria, género a que voltou a recorrer no `Apostolado`", que se conserva hoje no MNAA.

Esta pintura é exibida no âmbito da iniciativa Mostra Espanha 2019.

Criado em 1884, o MNAA acolhe a mais relevante coleção pública de arte antiga do país, em pintura, escultura, artes decorativas portuguesas, europeias e da Expansão Marítima Portuguesa, desde a Idade Média até ao século XIX.

É um dos museus nacionais com maior número de obras classificadas como tesouros nacionais.

Tópicos