GNR abriu processo de averiguação à atuação de militares que presenciaram agressão

por RTP

O empresário de futebol que agrediu um repórter de imagem incorre numa pena de prisão entre um e quatro anos. Pode ainda perder a licença de intermediário de jogadores. A GNR abriu um processo de averiguações à atuação dos militares que presenciaram a agressão e só intervieram depois de sucessivos pedidos da vítima.

pub