Bolsa de Wall Street segue em baixa no meio de incerteza sobre medidas protecionistas

| Economia

A bolsa de Nova Iorque negociava hoje em baixa no início da sessão, no meio da incerteza quanto às medidas protecionistas defendidas pelo Presidente Donald Trump.

Cerca das 15:00 (hora de Lisboa), o índice Dow Jones recuava 0,72% para 24.704,03 pontos e o Nasdaq perdia 0,42% para 7.340,92 pontos.

O índice alargado S&P 500 baixava 0,47% e estava em 2.715,17 pontos.

Na terça-feira foi anunciado que o principal conselheiro económico de Trump, Gary Cohn, abandona a Casa Branca após entrar em rutura com o presidente norte-americano sobre a intenção de taxar as importações do aço e do alumínio.

"Os mercados consideram que Gary Cohn era a voz da razão face a uma guerra comercial que Trump parece desejar. A sua saída significa, a curto prazo, que os conselheiros económicos do presidente são bastante mais populistas e menos abertos à economia de mercado do que o antigo membro do (banco) Goldman Sachs", comentou o analista Gregori Volokhine, citado pela AFP.

Na terça-feira, depois de uma sessão marcada pela hesitação, Wall Street acabou por encerrar em alta.

 

Tópicos:

Dow Jones, Nasdaq, S&P,

A informação mais vista

+ Em Foco

O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.

    Nas eleições primárias, alguns dos mais conceituados senadores democratas foram vencidos por candidatos mais jovens, progressistas e, alguns deles, socialistas.

      Em 1995, dois estudantes desenvolveram um motor de pesquisa. Dois anos depois, Andy Bechtolsheim passou um cheque no valor de 100 mil dólares. Nesse dia, fez-se história: a Google nasceu.

        A Austrália enfrenta a maior seca de que há memória, afetando agricultores e criação de gado.