Covilhã considera Centro de Inovação de Turismo uma oportunidade

| Economia

A Câmara da Covilhã considera que a escolha desta cidade para acolher o Centro de Inovação do Turismo representa uma oportunidade e é mais um sinal na aposta no Interior, disse hoje o presidente daquele município, Vítor Pereira.

"O Governo da República ao estar a transferir competências, pessoas e serviços para o nosso território está a capacitar e a conceder uma oportunidade à Covilhã, à Cova da Beira e necessariamente a todos quantos trabalham na nossa região. No fundo, o Governo está a cumprir a grande promessa que tinha feito de desconcentrar competências e serviços", afirmou, em declarações à agência Lusa.

O ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, anunciou na quarta-feira, no Parlamento, a criação do Centro de Inovação do Turismo, organismo público nacional que ficará na Covilhã, e que visa permitir que neste setor seja "possível inovar e ter melhor práticas, quer em termos de produto, quer em termos de processos".

Uma decisão que o presidente deste município do distrito de Castelo Branco saudou publicamente, por considerar que esta "é uma forma feliz" de o Governo ajudar a dar maior escala ao Interior.

"É o reconhecimento efetivo das nossas necessidades e também dos nossos direitos. De facto, é também um direito que temos, esse de ter mais e novas oportunidades, sendo que se, com isso, se está a contribuir para o desenvolvimento do Interior e para a coesão territorial", acrescentou.

Vítor Pereira adiantou ainda que o Centro de Inovação do Turismo ficará no edifício dos antigos CTT, no centro da cidade, e adiantou que, numa primeira fase, deverá criar entre cinco a sete postos de trabalho "altamente qualificados".

O autarca destacou ainda a importância deste projeto para reforçar o papel de dinamismo que a Covilhã tem ao nível do turismo, visto que a cidade é uma das principais portas de entrada da Serra da Estrela.

O objetivo é que este centro possa começar a funcionar "o mais rapidamente possível", acrescentou.

Enquadrado na estratégia "Turismo 4.0" e com uma forte componente de incubação e apoio a start-ups, este centro visa essencialmente desenvolver projetos de inovação e transformação digital no turismo.

Na quarta-feira, no Parlamento, Pedro Siza Vieira especificou que o centro envolverá várias parcerias nacionais, bem como empresas e entidades regionais, nomeadamente a Universidade da Beira Interior.

Após este anúncio, Hortense Martins, deputada do PS eleita pelo circulo eleitoral de Castelo Branco, também se congratulou publicamente com a decisão, que classificou como " um bom exemplo de proximidade com o Interior".

"Este anúncio, em termos nacionais, demonstra um outro posicionamento nas políticas públicas já que mostra a vontade do executivo de estabelecer proximidade com o território", refere em comunicado enviado à Lusa a deputada, que também esteve presente na audição do governante na Comissão Parlamentar de Economia, Inovação e Obras Públicas.

Tópicos:

Covilhã Cova, Câa, Serra, Siza,

A informação mais vista

+ Em Foco

Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

    Entrevista Olhar o Mundo a um dos autores e investigadores militares mais reconhecidos do mundo anglo-saxónico.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.