Eurostat confirma défice português de 0,5% em 2018

| Economia

O gabinete de estatísticas da União Europeia validou também a primeira estimativa para o rácio da dívida pública sobre o PIB em 2018
|

O Eurostat carimbou esta terça-feira o cálculo do Instituto Nacional de Estatística para o défice das contas públicas em 2018, em 0,5 por cento do Produto Interno Bruto, número abaixo dos 0,6 por cento previstos pelo Governo.

Em 2017, Portugal tinha registado um saldo negativo de três por cento. Os dados do Eurostat são baseados na primeira notificação de 2018 relativa ao Procedimento por Défices Excessivos remetida pelo Instituto Nacional de Estatísticas no final de março.

O gabinete de estatísticas da União Europeia confirmou que o défice das Administrações Públicas atingiu cerca de 913 milhões de euros em 2017.

Os números do Eurostat revelam ainda que Portugal registou a terceira maior dívida pública da União Europeia em 2018, ao atingir 121,5 por cento do Produto Interno Bruto (PIB).

No final de 2018, Portugal era um dos 14 Estados-membros da UE com dívida pública acima dos seis por cento do PIB, ficando em terceiro lugar a seguir à Grécia (181,1 por cento) e Itália (132,2 por cento). Nesse ano a dívida pública ascendeu, assim, a 244.906 milhões de euros, o equivalente a 121,5 por cento do PIB.

Segundo o Eurostat, em 2018 tanto a dívida pública como o défice baixaram em 2017 na União Europeia e na Zona Euro.

Relativamente à União Europeia, registou-se um défice de 0,6 por cento do Produto Interno Bruto (que compara com um por cento de 2017) e uma dívida pública de 80 por cento do PIB (que em 2017 tinha sido de 81,7 por cento).

Já em relação à Zona Euro o défice caiu para metade, ao representar 0,5 por cento do PIB, enquanto a dívida pública foi de 85,1 por cento do PIB (em 2017 tinha sido de 87,1 por cento).

c/ Lusa

Tópicos:

Contas públicas, Défice, Estimativa, Eurostat, INE,

A informação mais vista

+ Em Foco

Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

    Entrevista Olhar o Mundo a um dos autores e investigadores militares mais reconhecidos do mundo anglo-saxónico.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.