Facebook suspende 200 apps

| Economia

|

A suspensão decorre da investigação prometida por Mark Zuckerberg na sequência do escândalo da Cambridge Analytica. O fundador do Facebook garantiu que iria analisar todas as apps que tiveram acesso a grandes quantidades de dados, antes das alterações que o Facebook efetuou em 2014. As apps estão suspensas até que a investigação seja concluída.

A investigação passa por duas fases. A primeira visa identificar quais as empresas que tiveram acesso a grandes quantidades de informação ou cuja ação possa levantar suspeitas. A fase dois visa apurar se houve de facto uso indevido de informação, recorrendo se necessário a entrevistas ou pedidos formais de informação.

Se houver provas do uso indevido, a app será banida em definitivo e os utilizadores visados serão alertados pelo Facebook, como já aconteceu com a Cambridge Analytica.

Tópicos:

Cambridge analytica, apps, Facebook,

A informação mais vista

+ Em Foco

Raptos e assassínios de opositores em países estrangeiros, levados a cabo pelos serviços secretos, têm um longo historial.

Logo após a recuperação das armas roubadas, o ex-chefe do Estado-Maior do Exército proibiu a PJ de entrar na base de Santa Margarida.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.

      Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.