Facebook suspende 200 apps

| Economia

|

A suspensão decorre da investigação prometida por Mark Zuckerberg na sequência do escândalo da Cambridge Analytica. O fundador do Facebook garantiu que iria analisar todas as apps que tiveram acesso a grandes quantidades de dados, antes das alterações que o Facebook efetuou em 2014. As apps estão suspensas até que a investigação seja concluída.

A investigação passa por duas fases. A primeira visa identificar quais as empresas que tiveram acesso a grandes quantidades de informação ou cuja ação possa levantar suspeitas. A fase dois visa apurar se houve de facto uso indevido de informação, recorrendo se necessário a entrevistas ou pedidos formais de informação.

Se houver provas do uso indevido, a app será banida em definitivo e os utilizadores visados serão alertados pelo Facebook, como já aconteceu com a Cambridge Analytica.

Tópicos:

Cambridge analytica, apps, Facebook,

A informação mais vista

+ Em Foco

Uma semana após a extinção do incêndio de Monchique, a televisão pública esteve no barlavento algarvio com uma emissão especial sobre o cíclico flagelo dos incêndios e as alterações climáticas.

    Fãs de Aretha Franklin homenagearam a icónica cantora norte-americana em várias cidades dos Estados Unidos. A rainha da Soul morreu na manhã de quinta-feira na sua casa em Detroit.

      Uma parte central da Ponte Morandi, em Génova, Itália, desabou na manhã de terça-feira durante uma tempestade. Morreram dezenas de pessoas.

        Há uma nova rota turística pela cidade de Lisboa, baseada em memórias de lisboetas mais antigos. São beneficiários da Associação Mais Proximidade Melhor Vida.