Fundo americano Elliot avisa que oferta chinesa enfraquece a elétrica

| Economia

O fundo de investimento norte-americano Elliot, que detém 2,9% do capital da EDP, considera que o preço da Oferta Pública de Aquisição (OPA) da China Three Gorges (CTG) sobre a elétrica é "excessivamente baixo" e "subavalia significativamente" a empresa.

"A oferta da CTG, tal como se encontra atualmente, não favorece os melhores interesses dos `stakeholders` (acionistas) da EDP e, em última análise, conduzirá a um enfraquecimento da EDP que será uma empresa mais volátil, com um conjunto de ativos menos atrativo e com poucas oportunidades de crescimento", lê-se numa carta enviada pela Elliot Advisors ao Conselho de Administração Executivo e ao Conselho Geral de Supervisão da EDP, hoje divulgada.

Para o fundo norte-americano, a oferta anunciada pela CTG é mesmo "a maior fonte de incerteza que a empresa enfrenta atualmente" e a estagnação do negócio teve "como efeito prático impedir o crescimento da EDP, o que originou má performance do valor das ações da EDP relativamente às outras empresas do setor".

 

Tópicos:

EDP, Supervisão,

A informação mais vista

+ Em Foco

Um "cemitério de dinossauros" descoberto na Argentina, com 220 milhões de anos apresenta fósseis de uma dúzia de animais.

    Um dia que ficará para a história. O dia em que um dos monumentos mais emblemáticos do Mundo foi apanhado pelo fogo.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.