Guterres espera que comunidade internacional seja "generosa" face à dívida moçambicana

| Economia

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse hoje à Lusa que espera que a comunidade internacional seja "generosa" em relação à dívida soberana de Moçambique, após a devastação causada pelo ciclone Idai.

Num encontro com a imprensa na sede da ONU em Nova Iorque, dedicado ao tema do ciclone Idai, António Guterres falou em inglês e português e, depois de pedir mais donativos em dinheiro da comunidade internacional, respondeu à Lusa que a ONU vai defender que a comunidade internacional seja "generosa" em relação às dívidas de Moçambique.

"Naturalmente que estaremos solidários com Moçambique nos esforços para que (...) no futuro, tendo em conta a devastação causada e o impacto enorme na própria economia do país (...), para que seja possível a comunidade internacional ser também generosa em relação à forma como o tratamento da dívida será conduzido", afirmou António Guterres.

O secretário-geral da ONU destacou que, "neste momento, o apelo [da organização] é um apelo em relação à ajuda de emergência" e referiu que a comunidade internacional tem "consciência que Moçambique tem uma situação financeira complexa e, nomeadamente, uma dívida complexa".

António Guterres sublinhou que os fundos existentes neste momento para a resposta de emergência em Moçambique, Zimbabué e Maláui são largamente insuficientes, e pediu uma resposta internacional rápida ao pedido urgente ("flash appeal") lançado na segunda-feira para o financiamento de 282 milhões de dólares (quase 250 milhões de euros) para a ajuda de emergência em Moçambique para um período de três meses.

Tópicos:

Idai, Moçambique Zimbabué,

A informação mais vista

+ Em Foco

Foi há 50 anos que o Homem partiu para a Lua. De Cabo Canaveral, nos EUA, seguiram três astronautas para colocar os nomes na história da humanidade.

Ouvido pela RTP, o artista chinês mostra-se convicto de que Hong Kong e Macau não serão, no futuro, controlados pela China.

Começa a legislatura do Parlamento Europeu saído das últimas eleições. Conheça aqui os eurodeputados portugueses e as suas prioridades.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.