Importações sobem 18,1% em junho impulsionadas pela compra de combustíveis

| Economia

As importações de bens subiram 18,1% em junho face ao período homólogo, impulsionadas pela compra de combustíveis a países fora da União Europeia, anunciou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE), enquanto as exportações aumentaram 8,6%.

De acordo com o INE, o "significativo aumento verificado nas importações deveu-se principalmente aos combustíveis e lubrificantes com origem em países extra-UE [União Europeia]".

Assim, o comércio fora da UE aumentou 45,7% em junho face ao mesmo mês de 2017, subindo também dentro da União, em 10% relativamente àquele período.

Comparativamente ao mês anterior, as exportações e as importações também subiram, já que em maio estes valores tinham sido de 6,2% e de 0,6%, respetivamente.

Sem contar com a categoria de combustíveis e lubrificantes, as exportações tiveram um acréscimo de 6,8% em junho, enquanto as importações cresceram 10,3%.

Tópicos:

INE,

A informação mais vista

+ Em Foco

Uma parte central da Ponte Morandi, em Génova, Itália, desabou na manhã de terça-feira durante uma tempestade. Morreram dezenas de pessoas.

    É um desejo antigo do Homem poder tocar as estrelas. Um feito que parece ser agora "quase" alcançável através da missão espacial solar Parker.

      Entre as 21h00 de domingo e as 8h00 de segunda-feira, o mundo viu uma chuva de Perseidas, espetáculo habitual em agosto. Nos locais mais remotos, foi possível admirar melhor o fenómeno.

        Uma semana depois de as chamas deflagrarem em Monchique, a Proteção Civil deu o incêndio como dominado e em fase de resolução. Portugal volta a ser o país com mais área ardida na Europa.