Importações sobem 18,1% em junho impulsionadas pela compra de combustíveis

| Economia

As importações de bens subiram 18,1% em junho face ao período homólogo, impulsionadas pela compra de combustíveis a países fora da União Europeia, anunciou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE), enquanto as exportações aumentaram 8,6%.

De acordo com o INE, o "significativo aumento verificado nas importações deveu-se principalmente aos combustíveis e lubrificantes com origem em países extra-UE [União Europeia]".

Assim, o comércio fora da UE aumentou 45,7% em junho face ao mesmo mês de 2017, subindo também dentro da União, em 10% relativamente àquele período.

Comparativamente ao mês anterior, as exportações e as importações também subiram, já que em maio estes valores tinham sido de 6,2% e de 0,6%, respetivamente.

Sem contar com a categoria de combustíveis e lubrificantes, as exportações tiveram um acréscimo de 6,8% em junho, enquanto as importações cresceram 10,3%.

Tópicos:

INE,

A informação mais vista

+ Em Foco

Raptos e assassínios de opositores em países estrangeiros, levados a cabo pelos serviços secretos, têm um longo historial.

Logo após a recuperação das armas roubadas, o ex-chefe do Estado-Maior do Exército proibiu a PJ de entrar na base de Santa Margarida.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.

      Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.