Juros da dívida de Portugal descem a dois anos e sobem a 5 e 10 anos

| Economia

Os juros da dívida portuguesa estavam hoje de manhã a descer no prazo a dois anos, uma tendência comum a outras obrigações soberanas europeias, mas a subir a cinco e a dez anos, face a terça-feira.

Cerca das 09:40 em Lisboa, os juros a dois anos da dívida portuguesa desciam para -0,107% no mercado secundário de dívida pública, contra os -0,095% a que negociavam na terça-feira, ainda que permanecendo em terreno negativo.

Já no prazo de cinco anos, os juros estavam a subir para 0,512%, contra os 0,485% da sessão anterior.

No mesmo sentido, a dez anos os juros subiam para 2,015%, contra os 1,982% de terça-feira.

Também em Itália, Espanha e Irlanda os juros da dívida a dois anos seguiam hoje a descer, enquanto nos restantes prazos a tendência é mista.

Já na Grécia os juros da dívida subiam no prazo a dois anos e desciam a cinco e a dez anos.

Juros da dívida soberana em Portugal, Grécia, Irlanda, Itália e Espanha cerca das 10:00:

 

2 anos...5 anos....10 anos

Portugal

03/01......-0,107....0,512.....2,015

02/01......-0,095....0,485.....1,982

 

Grécia

03/01.......1,723...3,653......4,076

02/01.......1,690...3,680......4,133

Irlanda

03/01......-0,489... 0,068......0,673

02/01......-0,474... 0,067......0,710

 

Itália

03/01......-0,285....0,743......2,059

02/01......-0,262....0,762......2,055

 

Espanha

03/01......-0,359....0,382......1,578

02/01......-0,347....0,407......1,612

 

Fonte: Bloomberg Valores de `bid` (juros exigidos pelos investidores para comprarem dívida) que compara com fecho da última sessão.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    A aplicação de navegação GPS Waze disponibiliza uma nova ferramenta de ajuda nas estradas da capital Lisboeta.

    Kim e Donald passaram do insulto à vontade mútua de fazer história. Bem-vindos à era das ilusões.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.