Manutenção ferroviária: cinco empresas suspeitas de viciarem concursos

| Economia
Manutenção ferroviária: cinco empresas suspeitas de viciarem concursos

A ver: Manutenção ferroviária: cinco empresas suspeitas de viciarem concursos

As empresas acusadas pertencem aos grupos Mota-Engil, Comsa, Somague, Teixeira Duarte e Vossloh. São também visados nesta acusação administradores e diretores de empresas.

A Autoridade da Concorrência acusou cinco empresas de manutenção ferroviária da prática de cartel em concursos das Infraestruturas de Portugal.

De acordo com a investigação do regulador da concorrência, estas empresas manipularam as propostas apresentadas a concurso e fizeram acordos nomeadamente para a fixação dos preços.

Em causa estão concursos para manutenção de equipamentos da rede ferroviária, como cancelas, agulhas ou semáforos durante o período de 2015 a 2017.

A informação mais vista

+ Em Foco

O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.

    Nas eleições primárias, alguns dos mais conceituados senadores democratas foram vencidos por candidatos mais jovens, progressistas e, alguns deles, socialistas.

      Em 1995, dois estudantes desenvolveram um motor de pesquisa. Dois anos depois, Andy Bechtolsheim passou um cheque no valor de 100 mil dólares. Nesse dia, fez-se história: a Google nasceu.

        Os novos desenvolvimentos no diferendo comercial entre os Estados Unidos e a China vieram lançar ainda mais dúvidas sobre os próximos passos que os dois lados poderão adotar.