Media Capital/Altice: Impresa "confiante" que reguladores terão em conta concorrência leal

| Economia

A Impresa está "confiante" de que os reguladores terão em conta os princípios de concorrência leal e do pluralismo dos media quando se pronunciarem sobre a compra da Media Capital pela Altice, disse hoje fonte oficial.

A Altice, grupo que comprou há dois anos a PT Portugal, anunciou na sexta-feira, dia 14 de julho, que chegou a acordo com a espanhola Prisa para a compra da Media Capital, dona da TVI, entre outros meios, numa operação que a empresa espanhola avalia em 440 milhões de euros.

Fonte oficial da Impresa, que detém a SIC, afirmou hoje que o grupo "é, e sempre foi, a favor da concorrência leal num mercado que funcione de forma sã, bem como do pluralismo na comunicação social".

"Estamos confiantes de que os reguladores portugueses e europeus terão estes dois princípios em conta quando se pronunciarem sobre a operação em causa", concluiu a mesma fonte.

Também na sexta-feira, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, recebeu uma delegação da Altice, Prisa e Media Capital, como também do grupo Impresa.

A ERC tem de se pronunciar sobre a operação quando for contactada pela Autoridade da Concorrência (AdC), antes desta última dar o seu parecer sobre o negócio. O parecer do regulador dos media é vinculativo.

Tópicos:

Altice Prisa Media, Impresa,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Em Cuba, os Castro passam o testemunho do poder, que mantiveram durante quase 60 anos.

    Porto Santo tem em curso um projeto para se transformar na primeira ilha do planeta livre de combustíveis fósseis.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.