Ministro do Trabalho convocou sindicato e patrões para reunião

| Economia

O ministro do Trabalho disse hoje que convocou o sindicato dos motoristas de matérias perigosas, que convocou a greve, e a associação que representa as entidades patronais para uma reunião ainda hoje, apelando a um entendimento entre as duas partes.

"O Governo tem tomado um conjunto de iniciativas, uma das quais foi a convocatória dos parceiros, a parte empregadora e a parte sindical, para um encontro que espero que aconteça a qualquer momento no Ministério do Trabalho para que se possa fazer uma avaliação dos serviços mínimos e do seu cumprimento", disse Vieira da Silva.

O ministro falava aos jornalistas à margem de uma reunião na Concertação Social, que decorre no Conselho Económico e Social, em Lisboa.

"Espero que dessa reunião possa resultar um entendimento entre as partes" para que os serviços mínimos decretados pelo Governo possam ser cumpridos, acrescentou Vieira da Silva.

O ministro avisou ainda que "o Governo será muito firme" na defesa do direito à greve, mas também "no direito a trabalhar e na obrigação de cumprimento dos serviços mínimos, usando todos os instrumentos ao seu alcance".

Questionado sobre se admite alargar os serviços mínimos, Vieira da Silva adiantou que essa decisão vai depender da existência ou não de um acordo entre o sindicato e a parte patronal nessa reunião que deverá acontecer ainda hoje.

Tópicos:

Concertação,

A informação mais vista

+ Em Foco

Um "cemitério de dinossauros" descoberto na Argentina, com 220 milhões de anos apresenta fósseis de uma dúzia de animais.

    Um dia que ficará para a história. O dia em que um dos monumentos mais emblemáticos do Mundo foi apanhado pelo fogo.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.