Negócios nos serviços desaceleram em Fevereiro

| Economia

O volume de negócios nos serviços desacelerou em Fevereiro, aumentando 5% face a Janeiro, um abrandamento liderado pelas atividades de informação e de comunicação, segundo o índice do Instituto Nacional de Estatística (INE) hoje divulgado.

O índice de volume de negócios nos serviços desacelerou em fevereiro 1,4 pontos percentuais face ao mês anterior, sendo as secções que mais contribuíram para a variação do índice agregado as de comércio por grosso, reparação de veículos automóveis e motociclos e de transportes e armazenagem, com variações de 4,6% e 6,5% respetivamente, abaixo dos aumentos de 6,9% e 6,5% em Janeiro, pela mesma ordem.

O INE salienta que a secção de atividades de informação e de comunicação apresentou a "desaceleração mais significativa", passando de uma taxa de variação homóloga de 1,8% em Janeiro para uma queda de 2,3% em Fevereiro, originando o único contributo negativo para o índice total.

Os índices de emprego, de remunerações brutas e de horas trabalhadas ajustado de efeitos de calendário, apresentaram aumentos homólogos de 4,6%, 5,6% e 4,6%, respetivamente, abaixo dos 4,7%, 6,0% e 5% em Janeiro, pela mesma ordem.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Porto Santo tem em curso um projeto para se transformar na primeira ilha do planeta livre de combustíveis fósseis.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.