Novo Banco. Subsidiária francesa vendida com possível conflito de interesses e abaixo do valor inscrito

por RTP

O Novo Banco terá vendido a subsidiária francesa com um desconto de 68%, num negócio em que terá havido conflito de interesses. Tudo porque o atual Presidente do Conselho de Administração do banco foi Presidente de uma instituição detida pelo comprador dessa sucursal. O Novo Banco alega que a operação foi aprovada pelos reguladores franceses e também pelo Banco Central Europeu.

pub