Operador turístico britânico Thomas Cook abre falência

por RTP

A Thomas Cook faliu. Era um dos maiores operadores turísticos do mundo, e de um dia para o outro deixa 600 mil clientes abandonados durante as férias.

O governo britânico já anunciou uma mega operação de repatriamento de 150 mil turistas do Reino Unido que estão espalhados pelo mundo.

Serão necessários centenas de voos, numa operação que vai custar cerca de 700 milhões de euros.

O encerramento da Thomas Cook deixa sem emprego nove mil trabalhadores na Grã-Bretanha, e 21 mil em todo o Mundo, e espalhados por 16 países.

A Thomas Cook tinha 178 anos de atividade e uma dívida crescente de quase dois mil milhões de euros.