Orçamento prevê descongelamento das carreiras em dois anos

| Economia
Orçamento prevê descongelamento das carreiras em dois anos

A ver: Orçamento prevê descongelamento das carreiras em dois anos

O descongelamento das carreiras na Função Pública vai ser feito em dois anos, tal como exigiam PCP e Bloco de Esquerda. No próximo ano, os aumentos salariais provocados pelas progressões será de 33 por cento. Os outros dois terços irão ser atribuídos em 2019.

O pagamento das horas extraordinárias também vai ser reposto no próximo ano mas de forma gradual.

O Orçamento do Estado para 2018 traz ainda aumentos nos impostos sobre as bebidas açucaradas, cervejas e licores.

A informação mais vista

+ Em Foco

A causa do incêndio do Pedrogão Grande terá sido uma linha elétrica de média tensão. Esta é uma das principais conclusões do relatório que o professor Xavier Viegas entregou ao Governo.

Impostos, orçamentos, metas para o próximo ano. A RTP descodifica a proposta de Orçamento do Estado apresentada pelo ministro das Finanças esta sexta-feira.

    Mário Centeno também deixou no ar a ideia de que, na discussão da especialidade do OE2018, seja posto um ponto final nos cortes do subsídio de desemprego.

    Os governos espanhol e catalão além de estarem de costas voltadas entrincheiraram-se em narrativas de auto-justificação absolutamente incompatíveis entre si.