PM de Moçambique anuncia verba para liquidar 17% da dívida do Estado ao setor privado

| Economia

O primeiro-ministro de Moçambique, Carlos Agostinho do Rosário, anunciou na segunda-feira que o Governo tem 2,7 mil milhões de meticais (37 milhões de euros) para liquidar 17% da dívida do Estado ao setor privado.

A medida visa "estimular a participação do setor privado na economia nacional", referiu Carlos Agostinho do Rosário no encerramento da XV Conferência Anual do Setor Privado, em Maputo, citado hoje pela Rádio Moçambique.

Agostinho Vuma, presidente da Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA), principal associação patronal de Moçambique, tinha alertado na segunda-feira o Governo e o banco central para a situação de "sufoco" e "falência em massa" de empresas do país.

Na ocasião, aquele responsável pediu ao executivo um plano para pagamento das faturas atrasadas a fornecedores, bem com do reembolso de Imposto sobre Valor Acrescentado (IVA) que está por liquidar.

Ao mesmo tempo, a CTA está a preparar um estudo que vai abordar a falência de empresas no país e com o qual pretende estudar com as autoridades a criação de apoios à recuperação do setor privado.

Tópicos:

Económicas, Privado, Rádio Moçambique,

A informação mais vista

+ Em Foco

A primeira-ministro britânica descarta um segundo referendo, por considerar que não vai solucionar a encruzilhada que o Reino Unido enfrenta.

Segundo um relatório da Amnistia Internacional, o número de mulheres vítimas de violência doméstica em Portugal continua elevado.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      O processo de degelo na Gronelândia acelerou substancialmente nas últimas décadas. Os investigadores alertam para o perigo da subida do nível da água do mar.