Portugal com maior subida mensal da UE na produção industrial em julho

| Economia

Portugal registou, em julho, o maior crescimento mensal da produção industrial (1,9%), tendo o indicador aumentado 0,1% na zona euro e baixado 0,3% na União Europeia (UE), segundo o Eurostat.

Já face ao mês homólogo de 2016, a produção industrial aumentou 3,2% na zona euro e 3,1% nos 28 Estados-membros.

Entre os 24 Estados-membros para os quais há dados disponíveis, Portugal registou a maior subida em cadeia (1,9%), seguindo-se a Irlanda (1,8%) e a França (0,6%).

Os dados do gabinete oficial de estatísticas da UE mostram que os maiores recuos mensais da produção industrial se observaram na República Checa (-9,8%), na Hungria (-4,1%), em Malta e na Eslováquia (-3,3% cada).

Na variação em cadeia, as maiores subidas no indicador foram observadas na Eslováquia (9,2%), na Letónia (8,9%) e na Roménia (7,6%).

As baixas mais marcantes registaram-se na Irlanda (-9,2%), na Dinamarca (-3,1%) e em Malta (-1,7%).

Em Portugal, a produção industrial aumentou, em termos homólogos, 5,2%.

Tópicos:

Checa % Hungria %, Eslováquia %, Irlanda %,

A informação mais vista

+ Em Foco

Entre as 21h00 de domingo e as 8h00 de segunda-feira, o mundo viu uma chuva de Perseidas, espetáculo habitual em agosto. Nos locais mais remotos, foi possível admirar melhor o fenómeno.

    É um desejo antigo do Homem poder tocar as estrelas. Um feito que parece ser agora "quase" alcançável através da missão espacial solar Parker.

      Uma semana depois de as chamas deflagrarem em Monchique, a Proteção Civil deu o incêndio como dominado e em fase de resolução. Portugal volta a ser o país com mais área ardida na Europa.

        A Austrália enfrenta a maior seca de que há memória, afetando agricultores e criação de gado. Observado de cima, o solo assemelha-se a uma peça de arte cheia de cores e texturas.