Presidente da República intervém em evento da organização jovem do Partido Popular Europeu

| Economia

|

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, intervém na sexta-feira na escola de verão do YEPP, a organização jovem do Partido Popular Europeu (PPE), evento organizado pela Juventude Social-Democrata.

A iniciativa, subordinada ao tema "O Futuro da Economia: Tecnologia e Sociedade", decorre entre hoje e sábado em Cascais (Lisboa), e conta com a presença de várias personalidades do PSD, como Paulo Rangel, Pedro Duarte e Miguel Pinto Luz, e do CDS-PP, como Pedro Mota Soares e Adolfo Mesquita Nunes.

A intervenção do chefe de Estado está marcada para sexta-feira às 12:00 mas, de acordo com fonte de Belém, é fechada à comunicação social.

No comunicado enviado à imprensa, a JSD destaca precisamente a presença de Marcelo Rebelo de Sousa na iniciativa, que reunirá em Cascais "jovens de toda a Europa numa atividade de formação e debate de políticas europeias".

Além de Paulo Rangel, eurodeputado do PSD e vice-presidente do Partido Popular Europeu, marcará também presença Dara Murphy, diretor de campanha do PPE para as eleições europeias de 2019.

A líder da JSD, Margarida Balseiro Lopes, - que após ser eleita pediu uma audiência ao Presidente da República e defendeu a sua recandidatura -- fará uma intervenção na sessão de abertura da iniciativa, hoje à noite, tal como o vice-presidente do PSD Salvador Malheiro.

O antigo líder da JSD Pedro Duarte e o ex-líder da distrital de Lisboa e atual vice-presidente da Câmara de Cascais, Miguel Pinto Luz, serão oradores no evento na sexta-feira de manhã, enquanto o presidente da Assembleia Municipal de Cascais e candidato pelo CDS-PP ao Parlamento Europeu Pedro Mota Soares, o ex-secretário de Estado do Turismo Adolfo Mesquita Nunes e o líder da Juventude Popular, Francisco Rodrigues dos Santos, falarão aos jovens no sábado.

O YEPP é a maior organização política de juventude de centro-direita na Europa, englobando 58 juventudes partidárias de 39 países de toda a Europa.

 

Tópicos:

Cascais, Câa, JSD Balseiro, Juventude, Mota, Popular,

A informação mais vista

+ Em Foco

A 15 de outubro de 2017, uma vaga de incêndios fez 50 mortos e dezenas de feridos. Reunimos aqui um conjunto de reportagens elaboradas um ano depois da catástrofe.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.

      Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.

        Logo após a recuperação das armas roubadas, o ex-chefe do Estado-Maior do Exército proibiu a PJ de entrar na base de Santa Margarida.