Sindicato da UGT avança com proposta de acordo na Autoeuropa anuncia Carlos Silva

| Economia

O secretário-geral da UGT, Carlos Silva, anunciou hoje que vai pedir uma reunião com a administração da Autoeuropa e que o sindicato afeto àquela central sindical, SINDEL, apresentará uma proposta de acordo de empresa.

"O nosso sindicato irá apresentar uma proposta de acordo de empresa à Autoeuropa, cabe agora à administração dizer `não queremos` e se não quiser está, naturalmente, a ferir de morte o que é o princípio da negociação coletiva no nosso país", anunciou Carlos Silva à saída de uma audiência com o Presidente da República.

As posições foram transmitidas ao chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, por Carlos Silva e Lucinda Dâmaso, que foram recebidos no Palácio de Belém.

"Precisamos de perguntar e de questionar a Autoeuropa com uma proposta clara de um acordo de empresa e os sindicatos podem todos participar. Nós iremos fazê-lo rapidamente, o SINDEL irá nos próximos dias fazer uma proposta e eu próprio irei pedir uma reunião, uma audiência, à administração da Autoeuropa para perceber em que ponto é que estamos e o que é que a administração almeja para a empresa", declarou Carlos Silva aos jornalistas.

A informação mais vista

+ Em Foco

O Estado de Kerala, na Índia, está a enfrentar as piores cheias do último século. As chuvas torrenciais fizeram 350 mortos e deixaram cerca de 350 mil pessoas desalojadas.

    Os depósitos foram descobertos nas regiões polares. Se houver gelo suficiente na superfície, a água poderá ser utilizada em futuras missões ao satélite natural.

    Ocupou durante 60 anos vários cargos nas Nações Unidas e viria a deixar a sua marca na história da organização. Kofi Annan morreu em Berna aos 80 anos.

    Uma semana após a extinção do incêndio de Monchique, a televisão pública esteve no barlavento algarvio com uma emissão especial sobre o cíclico flagelo dos incêndios e as alterações climáticas.