TAP nega. Sindicato Pilotos acusa empresa de visar mulheres no despedimento coletivo

por RTP

A TAP iniciou o despedimento coletivo de mais 124 trabalhadores. O Sindicato dos Pilotos - com outros sindicatos - vai avançar com uma providência cautelar para tentar travar o processo e acusa a empresa de discriminação indireta das mulheres-piloto. Num comunicado enviado às redações, a TAP nega as acusações e reforça que sempre apoiou a diversidade e a igualdade de géneros.

pub