Tarifas da luz devem descer 0,2% em mercado regulado a partir de 1 de janeiro

| Economia

|

As tarifas de eletricidade no mercado regulado devem descer 0,2% para os consumidores domésticos a partir de 1 de janeiro, de acordo com a proposta do regulador do setor.

Esta descida das tarifas da eletricidade, proposta esta sexta-feira pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), será avaliada pelo Conselho Tarifário, órgão do regulador, e depois o Conselho de Administração da ERSE aprova, até 15 de dezembro, as tarifas para a eletricidade que entram em vigor a 1 de janeiro de 2018.

Como a Lusa noticiou esta manhã, a tarifa social da eletricidade continuará a representar um desconto de 33,8% face às tarifas transitórias de venda a clientes finais (antes do IVA e outras taxas), isto é, os preços de referência do mercado regulado, mas os consumidores que já estão no mercado livre beneficiam da mesma redução.

Tópicos:

ERSE,

A informação mais vista

+ Em Foco

Quando Ana Paula Vitorino indicou Lídia Sequeira, a economista ainda era gerente da sua empresa, o que viola a lei em matéria de incompatibilidades e o dever de imparcialidade.

O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.

    Em seis anos, as investigações sucederam-se, sem poupar ninguém, da política ao futebol e à banca, seguindo a bandeira da ainda procuradora geral, o combate à corrupção.

      Os novos desenvolvimentos no diferendo comercial entre os Estados Unidos e a China vieram lançar ainda mais dúvidas sobre os próximos passos que os dois lados poderão adotar.