Professores que subirem dois escalões, contabilizado o tempo todo, podem vir a ganhar mais de 300 euros

| Educação
Professores que subirem dois escalões, contabilizado o tempo todo, podem vir a ganhar mais de 300 euros

Foto: Nuno Patrício - RTP

Os sindicatos dos professores exigem que seja contado todo o tempo em que as progressões estiveram congeladas.

Tempo que, a ser contado na totalidade, pode fazer com que muitos dos professores subam dois escalões de uma vez. Coisa que só aconteceria ao fim de sete anos, com classificação na avaliação de bom.

Esta subida súbita, a verificar-se, implicaria um aumento salarial que poderia chegar aos 208 euros.

Nos últimos escalões, passar do oitavo para o décimo e último, pode significar um aumento superior a 300 euros.

O Governo diz estar disponível para negociar, mas não há dinheiro para pagar de uma só vez os anos de serviço durante o período em que as carreiras da administração pública estiveram congeladas.

Os sindicatos aceitam a justificação, mas afirmam que o Governo, se quiser, pode fazê-lo de forma faseada. Apagar esse tempo é que não, razão pela qual voltaram à greve.

A informação mais vista

+ Em Foco

O antigo procurador-geral da República do Brasil revelou à RTP que já recebeu várias ameaças de morte e defendeu uma reforma profunda do sistema político brasileiro.

Quando Ana Paula Vitorino indicou Lídia Sequeira, a economista ainda era gerente da sua empresa, o que viola a lei em matéria de incompatibilidades e o dever de imparcialidade.

Em seis anos, as investigações sucederam-se, sem poupar ninguém, da política ao futebol e à banca, seguindo a bandeira da ainda procuradora geral, o combate à corrupção.

    O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.