Pedro Magalhães diz que eleições britânicas vão ser recordadas pela catástrofe das sondagens

| Eleições no Reino Unido
Pedro Magalhães diz que eleições britânicas vão ser recordadas pela catástrofe das sondagens

Foto: Russell Cheyne/Reuters

O especialista em estudos de opinião refere que passa a ser preciso gastar mais dinheiro e muito mais recursos para fazer sondagens do que no passado.

Em declarações ao jornalista da Antena 1 Nuno Rodrigues, Pedro Magalhães afirma que “esta eleição vai ser lembrada durante muito tempo como uma das piores catástrofes das sondagens pré-eleitorais”.

“Do ponto de vista das percentagens de voto para cada partido a nível nacional as sondagens não estiveram muito longe”, ressalva.

O investigador do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa acrescenta que “onde elas estiveram catastroficamente longe é na distribuição dos deputados, e isto chama a atenção para a especificidade do sistema eleitoral britânico, que tem mais de 600 pequenas eleições em cada círculo eleitoral”.

“Até agora o que se faz na sondagem no Reino Unido é tentar estimar uma intenção de voto a nível nacional e presumir que a mudança de uma eleição para a outra a nível nacional se repercute de forma igual ou semelhante dentro de cada círculo eleitoral, e o que esta eleição mostra é que isso deixa de ser possível”, explica.

Escócia é exemplo

A partir deste momento passa a ser mais complicado fazer sondagens, como também mostra a mudança profunda ocorrida na Escócia.

Pedro Magalhães aconselha um “esforço maior de ver o que se está a passar nos círculos eleitorais concretos, em vez de estar a estimar os resultados nacionais e imaginar que esses resultados e essa mudança de uma eleição para a outra se reflete de forma igual em todo o território, porque esta eleição mostra que isso não é verdade”.

As projeções feitas à boca das urnas e avançadas pela BBC e pela Sky News são contrárias às sondagens dos últimos dias, apontando para uma vitória clara dos conservadores, embora sem maioria absoluta.


Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

A Grécia agradeceu a Portugal a solidariedade do país pela disponibilidade de receber mil migrantes e refugiados, atualmente alojados em condições precárias naquele país.

A receita da venda desta madeira ultrapassará os 15 milhões de euros, que devem ser investidos na nova Mata do Rei.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.