Nas eleições europeias de 2019 é mais fácil votar

| Eleições Europeias 2019
Nas eleições europeias de 2019 é mais fácil votar

A ver: Nas eleições europeias de 2019 é mais fácil votar

Quando amanhã for votar, pode esquecer o cartão de eleitor, tem é de procurar o seu nome por ordem alfabética. As leis eleitorais foram atualizadas, pelo que, em muitos casos, pode haver alterações no local ou na secção ou de voto.

Os boletins de voto chegam com três dias de antecedência. Mas as tarefas não se esgotam. Além dos boletins convencionais, este ano há matrizes em Braille.

Para quem vive no estrangeiro, o recenseamento foi automático. E por força do voto antecipado, 15 mil pessoas já foram às urnas, um pouco por todo o país, no último domingo.

Mas 20 mil eleitores pediram para votar mais cedo. E desta vez, não foi preciso justificar.

Quem faltou à chamada, tem lugar este domingo. O desafio maior é travar a abstenção das últimas europeias. Em Portugal, ficou perto dos 70%. (66,24%)

A informação mais vista

+ Em Foco

A RTP ouviu os seis lideres partidários sobre temas que escapam aos programas políticos e que contribuem para definir o perfil dos candidatos.

    Estamos em plena campanha para as Legislativas. Não queremos aqui influenciar o seu voto, mas tratar as dúvidas que nos apareceram a nós e que podem também ser as suas.

      Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

        Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.