Salário mínimo. Jerónimo acusa PS, PSD e CDS de estarem "calados como ratos"

| Eleições Europeias 2019
Salário mínimo. Jerónimo acusa PS, PSD e CDS de estarem calados como ratos

Foto: Nuno Fox - Lusa

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, criticou o silêncio do PS, PSD e CDS-PP sobre a proposta da CGTP, apoiada pela CDU, de aumento do salário mínimo para os 850 euros.

"PS, PSD e CDS, calados como ratos não são capazes de dizer aos trabalhadores portugueses que estão contra qualquer aumento que valorize o salário mínimo nacional para níveis de dignidade para quem trabalha", acusou jerónimo de Sousa.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em Pedrógão Grande, dois anos depois dos incêndios, quase só os estrangeiros são atraídos para a região.

Uma equipa da RTP acompanhou o curso dos novos seguranças pessoais, "sombras" de quem protegem.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.