Conceição diz que duelo com o Sporting "não tem condições ideais"

por Lusa
José Coeklho - Lusa

O treinador do FC Porto considerou esta tarde que não estão reunidas "as condições ideais" para disputar a meia-final da Taça da Liga de futebol, frente ao Sporting, esta terça-feira, aludindo aos casos de covid-19 que afetam as duas equipas.

Sérgio Conceição lamentou que para este jogo tenha as suas opções limitadas com as ausências de Otávio, Sérgio Oliveira, Luis Díaz e Evanilson, todos infetados com novo o coravírus, mas também apontou que "parar não é solução".

"A partida fica condicionada a partir do momento em que as duas equipas não estão completas. Quando tenho todo o grupo à disposição, não tenho problemas, mas com tantas limitações desta terrível pandemia fica complicado. Não são as condições ideais para se jogar uma meia-final Taça da Liga, mas temos de aceitar e ir à luta", desabafou.

O treinador dos `dragões` considerou ainda que o calendário apertado, as condições climatéricas, e o facto de ter mais cinco jogos oficiais esta época do que os `leões` aumentam o desgaste da sua equipa, mas considerou que o grupo "tem de estar confiante com o trabalho que tem sido feito".

"Estamos limitados nas opções, mas temos de ir para a frente com os disponíveis. Vamos encarar o jogo com a melhor estratégia para ganhar e estar na final de sábado", vincou.

Sobre o adversário desta terça-feira, Sérgio Conceição falou de um Sporting "difícil de contrariar" se o FC Porto não estiver bem no jogo.

"É uma equipa com muita juventude, líder do campeonato e com ambição. Percebe-se a dinâmica que tem, faz parte do que é o pensamento do seu treinador. É fácil de interpretar a forma como joga, mas é difícil de contrariar se não estivermos bem no jogo. Mas estamos prontos para este desafio", garantiu.

Questionado se as ausências no plantel o forçam a mudar a estratégia que usou, por exemplo, na partida da última jornada do campeonato, frente ao Benfica [empate por 1-1], o treinador do FC Porto lembrou que "são jogos e adversários diferentes", embora reconhecendo as limitações sentidas na preparação.

"Quando definimos algo e nos dizem na véspera que não podemos contar com três elementos, dois deles titulares, fica mais difícil. Houve menos tempo para preparar, mas o conhecimento é grande", vincou o técnico portista.

Ainda sobre o jogo passado com o Benfica, e questionado sobre se tinha feito uma análise mais aprofundada às declarações no final do técnico dos `encarnados` Jorge Jesus, Sérgio Conceição reagiu desta forma.

"Pelo que vi, o ambiente no rival depois de empatar, e de continuar atrás de nós, foi de ganhar uma Liga dos Campeões. Ou melhor, passar a pré-eliminatória de uma Liga dos Campeões", afirmou.

Sérgio Conceição abordou também, de uma forma mais abrangente, a pandemia de covid-19 que está a afetar Portugal, considerando que "país está a facilitar um pouco".

"É um problema geral, não só do futebol. Em Portugal, estamos a sofrer e a facilitar um pouco. As estatísticas não são nada boas. Temos de ter essa consciência. Não devemos olhar para este problema e menorizá-lo. Todos os cuidados são poucos para nos protegermos e também aos outros. Aos jogadores, passamos uma mensagem de grande responsabilização nas suas vivências fora do clube, mas, mesmo com todos os cuidados, existem casos", partilhou o treinador.

Também à margem da partida com o Sporting, o treinador dos `azuis e brancos` analisou a saída de Nakajima para Al Ain, do campeonato dos Emirados Árabes Unidos, considerando que o japonês "não se ambientou a um clube como o FC Porto".

"O Nakajima teve várias oportunidades, mas há jogadores que não se ambientam e não mostram todo potencial que têm. Por culpa deles ou por minha também. Há jogadores de dimensões diferentes e que têm mais sucesso num clube e depois noutro não. O Nakajima é muito respeitador, não é um jogador que complica, mas não se ambientou num clube como o FC Porto", analisou.

Além de Nakajima, que já não faz parte das opções, Sérgio Conceição também não conta para este duelo com os `leões` com Otávio, Sérgio Oliveira, Luís Diáz e Evanilson, infetados com covid-19, assim como os lesionados Marcano e Mbaye, e com Taremi, que tem de cumprir castigo.

O FC Porto defronta esta terça-feira o Sporting, nas meias-finais da Taça da Liga de Futebol, numa partida que será disputada no Estádio Municipal de Leiria, às 19:45, e terá arbitragem de João Pinheiro, da Associação de Futebol do Algarve.

Tópicos
pub