Sérgio Conceição assume atenção do FC Porto ao mercado luso

por Lusa
Paulo Cunha - Lusa

O FC Porto tem estado atento aos futebolistas "jovens e com talento" que despontam no mercado nacional, assumiu hoje o treinador Sérgio Conceição, um dia após a aquisição de André Franco ao Estoril Praia.

"Olhamos muito e cada vez mais para o mercado interno. Desejo felicidades ao [André] Franco pelo trajeto e exigência diferente que vai ter no FC Porto. Temos consciência de que os jogadores jovens que chegam a este clube, um bocadinho à imagem do Gabriel Veron, precisarão do seu tempo de adaptação normal a uma realidade diferente daquela que já estavam habituados", contextualizou o técnico, na conferência de imprensa de antevisão à receção ao Marítimo, no sábado, da primeira ronda da I Liga.

Sérgio Conceição quer fazer "evoluir jogadores para ter um plantel competitivo" na temporada 2022/23, que os `dragões` inauguraram oficialmente com a 23.ª conquista da Supertaça Cândido de Oliveira, ao vencerem o Tondela, da II Liga, por 3-0, no sábado, em Aveiro.

"No mínimo, teremos mais 44 jogos: 34 no campeonato, seis na Liga dos Campeões, três na Taça da Liga e um na Taça de Portugal. Queremos ser competitivos e ir o mais longe possível em todas as provas. Nesse sentido, temos um plantel apetrechado de jogadores que dão competitividade e valor. Temos consciência desse período de adaptação [dos reforços], mas não acontece apenas connosco, tirando alguns clubes que se podem dar ao luxo de comprar jogadores que encaixem imediatamente nas suas equipas", agregou.

Unidade mais influente do Estoril Praia em 2021/22, o médio André Franco tornou-se na quinta-feira o terceiro reforço do FC Porto para a nova época, depois do defesa David Carmo (ex-Sporting de Braga) e do avançado brasileiro Gabriel Veron (ex-Palmeiras).

Já o guarda-redes argentino Agustín Marchesín assinou em definitivo na terça-feira com os espanhóis do Celta de Vigo, deixando Sérgio Conceição com Diogo Costa, Cláudio Ramos e o jovem Francisco Meixedo nas opções para a baliza dos campeões nacionais.

"O cacifo do Cláudio [Ramos] continua exatamente igual e não é preciso mais espaço. A saída do Marchesín foi o que foi. Quero ter sempre mais soluções, mas há outros fatores dentro do clube que não posso controlar. O Cláudio é um excelente profissional e trabalha de forma incrível. Estou muito contente e vai continuar a ser uma excelente opção", avaliou.

Além dos três reforços, o FC Porto trabalha diariamente com alguns jovens provenientes da equipa B, entre os quais o avançado inglês Danny Loader, que foi a principal surpresa no primeiro `onze` oficial de 2022/23 e competiu pela terceira vez na formação principal.

"Não devemos ter duas perguntas para um miúdo que veio da equipa B e só fez um jogo [esta época]. Temos esta tendência em Portugal para meter as equipas nos píncaros da lua quando isso sucede. Há uma transição da equipa B para a principal. O Danny Loader fez uma excelente pré-época e, em função da estratégia, achei que fazia todo o sentido que jogasse frente ao Tondela. Agora, vai ter um período de amadurecimento", advertiu.

O dianteiro, que completa 22 anos em 28 de agosto, juntou a conquista da Supertaça ao título de campeão nacional, após a estreia sob orientação de Sérgio Conceição com um golo na goleada caseira ao Boavista (4-1), da 10.ª jornada da edição 2021/22 da I Liga.

"Não é passando 10 minutos da conferência de imprensa a falar dele que vai ser positivo. É deixá-lo tranquilo e a fazer o que sabe. É preciso perceber que um jogo não é nada na vida de um jogador, mas 2.000 jogos já são alguma coisa, tal como o presidente [Jorge Nuno Pinto da Costa] faz agora. Obviamente, fiquei contente por ser o nosso 11.º jovem que entra e tem tudo para ter sucesso, mas vamos olhar para todos os Namasos desta equipa", pediu, em alusão a Danny Loader, mais conhecido no FC Porto como Namaso.

Jorge Nuno Pinto da Costa vai atingir a marca histórica dos 2.000 encontros em todas as provas desde que foi empossado pela primeira vez como 33.º presidente da história dos `dragões`, em 23 de abril de 1982, contando 1.357 vitórias, 361 empates e 281 derrotas, que proporcionaram a conquista de 67 títulos - sete internacionais e 60 no plano interno.

O FC Porto inicia a 89.ª participação na I Liga com uma receção ao Marítimo, no sábado, às 20:30, no Estádio do Dragão, no Porto, em jogo da ronda inaugural da edição 2022/23 da prova, que terá arbitragem de Hélder Malheiro, da Associação de Futebol de Lisboa.

pub