Eslovénia diz não ter capacidade para responder aos refugiados e pede ajuda à União Europeia

por Paula Martinho da Silva, Manuel Oliveira

Centenas de refugiados atravessaram a pé, o rio Sutla, que separa a Croácia da Eslovénia. Muitos deles levavam crianças ao colo. Desde que a Hungria fechou a fronteira com a Croácia, a rota dos que fogem da fome e da guerra faz-se agora pela Eslovénia. O país está à beira da rutura.