AC Milan de André Silva derrotado em casa pelo último em Itália

| Futebol Internacional

O AC Milan de André Silva marcou hoje passo nas suas ambições europeias ao perder, em casa, com o lanterna vermelha, o Benevento, na 34.ª jornada da liga italiana de futebol.

Iemello (29 minutos), desmarcado na cara de Donnarumma, fez o único golo para os forasteiros, que jogaram reduzidos a 10 a partir dos 80 minutos, por expulsão de Diabité. O Benevento soma agora 17 pontos, mas está ainda a 12 da salvação, que parece impossível.

O AC Milan mantém, provisoriamente, o sexto lugar, com 54 pontos, mas pode ser ultrapassado pela Atalanta (52), que domingo recebe o Torino, ou igualado pela Sampdoria (51), que visita a Lazio.

A Roma não teve problemas para vencer por 3-0 na casa da SPAL, a primeira equipa acima da linha de água, com apenas um ponto de vantagem sobre o Crotone.

O conjunto da capital descolou da Lazio e isolou-se provisoriamente no terceiro lugar, com 67 pontos, em campeonato liderado pela Juventus com 85, seguida do Nápoles com 81.

Com golo solitário de Politano (41), o Sassuolo venceu a Fiorentina de Gil Dias e Bruno Gaspar, que entraram no decurso da segunda parte, com os forasteiros reduzidos a 10 desde os 30 minutos, após expulsão do francês Dabo.

Como este triunfo o Sassuolo afastou-se dos lugares de despromoção, enquanto a Sampdoria desperdiçou o deslize do AC Milan, pois em caso de triunfo igualava-o no europeu sexto lugar.

A informação mais vista

+ Em Foco

Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.

    Em entrevista exclusiva à RTP, Flávio, um dos filhos de Jair Bolsonaro, afirmou que o candidato do PT Fernando Haddad devia juntar-se a Lula da Silva.

    Na Venezuela, a falta de medicamentos está a fazer desesperar a população. A reportagem é dos enviados à Venezuela Sérgio Ramos e Pedro Sá Guerra.

    Faltam seis meses para a saída do Reino Unido da União Europeia. Dia 29 de março de 2019 é a data para o divórcio. A RTP agrega aqui uma série de reportagens sobre o que o Brexit pode significar.