Juventus e Nápoles estão nos "quartos" da Taça de Itália

por Mário Aleixo - RTP
Cristiano Ronaldo entrou em campo para jogar o prolongamento Epa-Alessandro di Marco

A Juventus bateu em casa o Génova por 3-2, após prolongamento, e o Nápoles recebeu e ganhou ao Empoli pelo mesmo resultado, em jogos dos oitavos de final da Taça italiana de futebol.

O sueco Dejan Kulusevski marcou, logo aos dois minutos, para a formação de Cristiano Ronaldo, que só foi lançado na partida aos 88 minutos, e quando o espanhol Álvaro Morata fez o segundo, aos 23, tudo parecia encaminhado para uma vitória tranquila da Juventus.

Porém, o Génova reagiu rapidamente e, cinco minutos depois, o alemão Lennart-Marten Czyborra marcou para os visitantes, reduzindo a desvantagem, que foi anulada quando Fillippo Melegoni fez o 2-2, aos 74 minutos.

Com o empate no final do tempo regulamentar, foi o internacional tunisino Hamza Ráfia a marcar o golo que decidiu a eliminatória, permitindo ao emblema de Turim alcançar os 'quartos' da prova.

O jovem avançado português Félix Correia, internacional sub-20 que atua nos sub-23 da Juventus e foi formado no Sporting, esteve no banco de suplentes da campeã italiana.

Nápoles teve de lutar

Já no embate entre o Nápoles e o Empoli, que lidera a segunda divisão italiana (Serie B), imperou a lei do mais forte, mas os visitantes deram bastante luta.

Giovanni Di Lorenzo fez o primeiro golo do jogo para os napolitanos, aos 18, mas o suíço Nedim Bairami repôs a igualdade, aos 33, que foi desfeita cinco minutos depois pelo mexicano Hirving Lozano, do Nápoles, chegando o intervalo com 2-1 no marcador.

Já na segunda parte, Bajrami "bisou" no encontro (68), voltando a empatar o marcador, mas Andrea Petagna, aos 77, deu a vitória e a passagem à próxima eliminatória aos napolitanos, que hoje não contaram com o internacional português Mário Rui.

Inter passa à tangente

Antes, já o Inter Milão tinha batido fora a Fiorentina por 2-1, com um golo do belga Romelu Lukaku quase no final do prolongamento a colocar os milaneses na próxima ronda.

O chileno Arturo Vidal fez o primeiro golo do encontro, aos 40 minutos, de penálti, mas a Fiorentina igualou já na segunda parte, aos 57, por intermédio do costa-marfinense Cristian Kouamé.

Com a igualdade registada no final do tempo regulamentar, foi já aos 119 minutos que o ponta de lança Lukaku faturou, dando ao Inter Milão a passagem para os "quartos" da competição, nos quais vai defrontar o rival AC Milan, que na terça-feira afastou o Torino nos penáltis.
pub