Klopp quer que adeptos do Liverpool façam a diferença na Supertaça frente a Chelsea

| Futebol Internacional

Legenda da Imagem
|

O treinador Jurgen Klopp mostrou-se hoje esperançoso no apoio fundamental dos adeptos do atual campeão europeu, o Liverpool, presentes no encontro da Supertaça europeia de futebol frente ao Chelsea, que considera ser um oponente "muito forte".

Apesar da estreia desastrosa dos londrinos na Premier League, com a derrota no reduto no Manchester United por 4-0, o técnico alemão não poupou elogios ao adversário "jovem e fresco", que conquistou a Liga Europa na passada temporada.

"Não há muita diferença entre os adeptos locais e aqueles que vêm de fora. Agora estamos próximo do médio Oriente e muitos desses países virão, estamos abertos a todos. É algo grande", disse Jurgen Klopp, na conferência de antevisão.

Para Klopp é essencial que o apoio dos adeptos no Vodafone Park, palco da final, passe para os seus atletas: "Espero que eles possam criar um ambiente, porque amanhã precisamos de ajuda. O Chelsea é muito forte".

O treinador do 'reds' defendeu que os 'blues', de Frank Lampard, fizeram "um bom jogo" em Old Trafford e "vão estar 100% preparados" para o desafio de quarta-feira.

A conquista da Liga do Campeões pelos 'reds', em 2005, diante do Milan, não passou em claro na antevisão, com Jurgen Klopp a admitir que a cidade de Istambul traz boas memorias nesse sentido.

"Eu sei o quão importante é este lugar, é especial para todos os adeptos do Liverpool. Ninguém se pode esquecer de 2005. Mas, além disso, Istambul é sempre um bom lugar para jogar futebol", lembrou.

Por fim, congratulou a UEFA pela escolha da francesa Stéphanie Frappart, que se vai tornar na primeira mulher a apitar um grande evento do futebol europeu masculino.

"Já estava na hora. Estou feliz por fazer parte desse momento. Ter, finalmente, uma mulher num jogo muito importante é uma decisão inteligente da UEFA", terminou.

O Liverpool-Chelsea está agendado para as 20:00 (22:00 locais).

A informação mais vista

+ Em Foco

A RTP ouviu os seis lideres partidários sobre temas que escapam aos programas políticos e que contribuem para definir o perfil dos candidatos.

    Uma sondagem da Universidade Católica aponta para o fim da hegemonia laranja na Madeira, apesar da vitória do PSD nas regionais (38%) do próximo domingo.

    Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.