Liga francesa manifesta "total apoio" ao PSG no caso de viciação de resultado

| Futebol Internacional

Legenda da Imagem
|

A Liga Francesa de Futebol (LFP) manifestou hoje "apoio total" ao Paris Saint-Germain, na sequência da abertura da uma investigação pela justiça daquele país, por suspeita de viciação do resultado do jogo de futebol com o Estrela Vermelha.

"Este caso está relacionado com pessoas que gravitam na órbita do clube sérvio. A LFP manifesta o seu apoio total ao clube parisiense e ao seu presidente", indicou o organismo federativo francês, em comunicado.

As autoridades de França anunciaram na sexta-feira a abertura de uma investigação por suspeita de viciação do resultado do jogo da segunda jornada do Grupo C da Liga dos Campeões, entre o Paris Saint-Germain e o Estrela Vermelha, que o PSG venceu por 6-1.

A justiça francesa confirmou a informação veiculada inicialmente pelo jornal desportivo L´Équipe -- que os sérvios anunciaram hoje a intenção de processar -, segundo a qual a UEFA avisou as autoridades daquele país sobre a possibilidade de viciação do jogo.

As suspeitas recaem sobre um dirigente do clube sérvio que apostou uma quantia muito elevada na derrota da própria equipa por uma diferença de cinco golos, no encontro disputado em 03 de outubro, em Paris, arbitrado pelo português Artur Soares Dias.

De acordo com o L´Équipe, o dirigente sérvio do Estrela Vermelha usou vários cúmplices para a realização das apostas, que atingiram vários milhões de euros.

Com o brasileiro Neymar em destaque, autor de três golos, aos 20, 22 e 81 minutos, os restantes golos do PSG foram marcados pelo uruguaio Edinson Cavani, aos 37, o argentino Ángel di Maria, aos 41, e Mbappé, aos 70.

A formação sérvia chegou ao golo por Marko Marim, aos 71 minutos, logo após entrar em campo, concretizando uma das poucas ações ofensivas dos sérvios durante toda a partida.

A informação mais vista

+ Em Foco

Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.

    Em entrevista exclusiva à RTP, Flávio, um dos filhos de Jair Bolsonaro, afirmou que o candidato do PT Fernando Haddad devia juntar-se a Lula da Silva.

    Na Venezuela, os sequestros estão a aumentar. Em Caracas, só este ano foram raptadas 107 pessoas.

      Faltam seis meses para a saída do Reino Unido da União Europeia. Dia 29 de março de 2019 é a data para o divórcio. A RTP agrega aqui uma série de reportagens sobre o que o Brexit pode significar.