Luís Enrique é o novo selecionador espanhol

| Futebol Internacional

|

O treinador Luís Enrique vai assumir o cargo de selecionador de Espanha de futebol, sucedendo a Fernando Hierro, que comandou a equipa no Mundial2018, anunciou hoje a Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF).

O técnico, de 48 anos, estava desempregado desde 2017, quando terminou contrato com o FC Barcelona, equipa que comandou durante três temporadas, tendo conquistado uma Liga dos Campeões, dois campeonatos espanhóis e três Taças do Rei.

De acordo com a RFEF, o antigo jogador assinou um contrato de duas temporadas, tendo em vista a qualificação e participação no Euro2020, que pela primeira vez será disputado em vários países.

Fernando Hierro abandonou a seleção espanhola após a eliminação nos oitavos de final do Mundial2018 frente à Rússia. O ex-defesa central, que era o diretor desportivo, ocupou o cargo no arranque da competição devido ao despedimento de Julen Lopetegui, que com surpresa assinou com o Real Madrid.

Além da sua passagem pelo FC Barcelona, Luís Enrique passou também pelo Celta Vigo e Roma.

Como jogador, Enrique, que ficou conhecido por poder atuar em várias posições, defendeu as cores do FC Barcelona, Real Madrid e Sporting Gijón.

A informação mais vista

+ Em Foco

O antigo procurador-geral da República do Brasil revelou à RTP que já recebeu várias ameaças de morte e defendeu uma reforma profunda do sistema político brasileiro.

Quando Ana Paula Vitorino indicou Lídia Sequeira, a economista ainda era gerente da sua empresa, o que viola a lei em matéria de incompatibilidades e o dever de imparcialidade.

Em seis anos, as investigações sucederam-se, sem poupar ninguém, da política ao futebol e à banca, seguindo a bandeira da ainda procuradora geral, o combate à corrupção.

    O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.