Mónaco de Leonardo Jardim volta a perder e não ganha há 10 jogos

| Futebol Internacional

O Mónaco de Leonardo Jardim continua a época de pesadelo, perdendo hoje em casa 2-1 com o também 'aflito' Rennes, na nona jornada da liga francesa de futebol, tendo jogado toda a segunda parte com menos um.

O veterano defesa italiano Andrea Raggi condicionou a sua equipa, quando, aos 45+1, deu uma cotovelada a um adversário, sendo expulso – nos últimos 10 jogos oficiais, o Mónaco tem sete derrotas e três empates.

Antes, o central da Silva (14 minutos) tinha feito golo para os forasteiros, na sequência de um canto, vantagem que seria anulada pelo ex-portista Radamel Falcao, com remate cruzado, aos 49.

Ben Arfa, aos 77, sentenciou a partida, num lance em que a marcação tardou e o avançado rematou de fora da área, fazendo o 2-1 que deixa o Mónaco em antepenúltimo em igualdade com o Nantes, com seis pontos, apenas mais um do que o Guingamp.

Miguel Cardoso deixou esta semana o comando técnico do Nantes, mas o experiente bósnio Vahid Halilhodžić ainda não fez sentir o seu efeito, pois a equipa perdeu por 3-0 em casa do Bordéus.

O francês de origem marfinense Yann Karamoh (05) e o guineense François Kamano (07 e 41, este de penálti) fixaram o resultado que deixa o Bordéus provisoriamente no sexto lugar com o Lyon, com 14 pontos, enquanto o Nantes é penúltimo com seis, mais um do que o Guingamp.

O Marselha venceu o Caen por 2-0 e juntou-se ao Montpellier no terceiro lugar, com 16 pontos, a três do Lille e a oito do Paris Saint-Germain.

A informação mais vista

+ Em Foco

Várias organizações de defesa dos Direitos Humanos exigem uma investigação rigorosa.

A morte do advogado foi conhecida há dois anos, no Natal, mas existem vários indícios de que a possa ter simulado.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.