Mundial sub-20: Argentina `atropelada` por Inglaterra, Alemanha também perde

| Futebol Internacional

A Argentina, país com mais títulos no Mundial de futebol de sub-20, teve hoje uma estreia de pesadelo na edição de 2017, na Coreia do Sul, ao perder com a Inglaterra por 3-0, na ronda inaugural do grupo A.


O país que já levou Messi, Di Maria, Aguero ou Maradona ao Mundial de sub-20, antecâmara dos seniores, e que venceu por seis vezes (1979, 1995, 1997, 2001, 2005, 2007), foi incapaz de dar expressão do seu domínio ao marcador, num jogo disputado em Jeonju.

Com mais posse de bola (59%) ou remates (22 contra sete), os argentinos viram a Inglaterra chegar ao intervalo a vencer, com um golo de Calvert-Lewin, aos 37 minutos, e situação agravar-se aos 52 com o 2-0, por Adam Armstrong.

Foi já reduzidos a dez jogadores, com vermelho direto a Lautaro Martínez, aos 78, que os sul-americanos sofreram o terceiro golo, por Dominic Solanke, aos 90+3, de grande penalidade.

O resultado deixa a Inglaterra na liderança do grupo A, em igualdade com a anfitriã Coreia do Sul, que venceu a Guiné-Conacri por idêntico resultado (3-0), com golos de Lee Seungwoo (36 minutos), Lim Minhyeok (76) e Paik Seungho (81).

No grupo B, a surpresa foi a derrota da Alemanha frente à Venezuela, por 2-0, em Daejeon. Campeões em 1981, os germânicos foram batidos com golos de Peña (51 minutos) e Córdova (54).

O México, vice-campeão no Mundial sub-20 em 1977, não se livrou do susto, mas acabou por vencer nos descontos as ilhas Vanuatu -- equipa que veio do último pote de favoritos -, por 3-2, graças a um golo de Alvarez, aos 90+4.

Portugal, que venceu o Mundial sub-20 em 1989 e 1991, estreia-se no domingo no grupo C, defrontando a Zâmbia às 14:00 (06:00 em Lisboa) no Jeju World Cup Stadium.

A informação mais vista

+ Em Foco

Os portugueses escolhem os seus representantes locais a 1 de outubro. Acompanhe aqui a campanha, os debates e toda a informação sobre as eleições Autárquicas.

    Veja ou reveja aqui os debates na RTP com os candidatos às presidências das câmaras municipais das 18 capitais de distrito de Portugal Continental. A série é transmitida até 14 de setembro.

      Natalidade, envelhecimento, turismo, agricultura, emigração, pobreza, saúde, desigualdades. A Antena 1 fixa o país em duas dezenas de retratos no caminho para as eleições autárquicas.

        A Alemanha aproxima-se da data do escrutínio de 24 de Setembro com uma economia próspera: muita exportação, muita construção, receitas fiscais abundantes, orçamentos públicos excedentários. O reverso da medalha é a degradação de condições sociais para uma parte significativa da população.