Wenger diz que Sanchez só sai para o United se Mkhitaryan sair para o Arsenal

| Futebol Internacional

O treinador do Arsenal, Arsène Wenger, reafirmou hoje que a transferência do futebolista chileno Alexis Sanchez para o Manchester United só ocorrerá se o arménio Henrikh Mkhitaryan seguir o caminho inverso.

Arsène Wenger respondeu, desta forma, ao treinador do Manchester United, o português José Mourinho, que tinha dito que achava que o avançado chileno Alexis Sanchez, do Arsenal, iria assinar pelo Manchester United.

Manchester United e Arsenal estão a negociar há vários dias um acordo para a troca entre Alexis Sanchez e Henrikh Mkhitaryan e parece que a concretização do negócio está por horas, depois de ambos terem falhado os jogos das respetivas equipas.

De acordo com Arsène Wenger, em declarações após a vitória sobre o Crystal Palace (4-1), Alexis Sanchez "não podia estar a conduzir para o Norte (de Inglaterra) e estar a jogar futebol ao mesmo tempo".

"A assinatura de Alexis só acontecerá se Mkhitaryan entrar. E é por isso que está a demorar um pouco mais, porque tudo tem que ser coordenado. Eu confio que isso será feito e tudo será decidido nas próximas 48 horas", disse o treinador francês.

Depois de três temporadas e meia no norte de Londres, Alexis Sanchez - que chegou no verão de 2014 do FC Barcelona por 35 milhões de libras (cerca de 40 milhões de euros) - está prestes a pôr fim à sua carreira como 'gunner' para se juntar ao Manchester United de José Mourinho.

O Arsenal, que vendeu Theo Walcott ao Everton na quinta-feira, por pouco mais de 20 milhões de libras (cerca de 22,6 milhões de euros), pretende reforçar o seu ataque com o avançado do Borussia Dortmund Pierre-Emerick Aubameyang, que já declarou publicamente o desejo de deixar a equipa alemã.

A informação mais vista

+ Em Foco

Uma semana após a extinção do incêndio de Monchique, a televisão pública esteve no barlavento algarvio com uma emissão especial sobre o cíclico flagelo dos incêndios e as alterações climáticas.

    Fãs de Aretha Franklin homenagearam a icónica cantora norte-americana em várias cidades dos Estados Unidos. A rainha da Soul morreu na manhã de quinta-feira na sua casa em Detroit.

      Uma parte central da Ponte Morandi, em Génova, Itália, desabou na manhã de terça-feira durante uma tempestade. Morreram dezenas de pessoas.

        Há uma nova rota turística pela cidade de Lisboa, baseada em memórias de lisboetas mais antigos. São beneficiários da Associação Mais Proximidade Melhor Vida.