António Santos e Vítor Hugo Valente na corrida à presidência do Vitória de Setúbal

| Futebol Nacional

Legenda da Imagem
|

Vítor Hugo Valente e António Santos são os candidatos à presidência da direção do Vitória de Setúbal, ato eleitoral que está agendado para 21 de dezembro.

De acordo com a convocatória feita pela Mesa da Assembleia-Geral, ambos os candidatos, que no passado mês de março foram derrotados nas eleições por Fernando Oliveira, atual presidente demissionário, apresentaram apenas a candidatura para o órgão social da direção.

A Mesa da Assembleia-Geral, liderada por Fernando Cardoso Ferreira, vai agora analisar a conformidade de ambas as listas com os requisitos estatutários e comunicar a sua decisão na sexta-feira.

Depois de ter anunciado que não voltaria a ser candidato à presidência do clube, António Santos explicou as razões de ter voltado atrás na decisão.

"Queríamos inviabilizar a possibilidade de se formar uma Comissão de Gestão, que representaria, em nossa opinião, o prolongar da lenta agonia do clube", explicou à saída dos serviços administrativos.

O terceiro classificado nas eleições de 24 de março, atrás de Fernando Oliveira e de Vítor Hugo Valente, disse que a decisão é preventiva, porque não sabia como estava formada a lista de Valente.

"Não sabíamos o que vinha ser apresentado, se uma lista completa, que podia ser recusada, se uma só para a direção. Quisemos precaver para a possibilidade de ser rejeitada essa candidatura e formada uma Comissão de Gestão, que era o que estava a ser preparado", referiu.

Perante o cenário atual, António Santos, que se apresentou no Bonfim acompanhado pelo seu mandatário, Júlio Adrião, não exclui a possibilidade de abdicar da sua candidatura.

"Vamos avaliar a situação muito bem. Nenhum cenário está afastado. Uma coisa é certa: o cenário de mkarço, com Fernando Oliveira candidato, não se repete", sublinhou.

Tópicos:

Cardoso, Vítor,

Pesquise por: Cardoso, Vítor,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Porto Santo tem em curso um projeto para se transformar na primeira ilha do planeta livre de combustíveis fósseis.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.