Benfica acredita na inocência de Paulo Gonçalves e lembra que está apenas acusado

| Futebol Nacional

O Benfica recordou hoje que o assessor jurídico Paulo Gonçalves, que foi constituído arguido no caso e-toupeira, está apenas acusado e não julgado, colocando-se ao lado do funcionário que descreve como "profissional e competente".

"O Dr. Paulo Gonçalves é funcionário do Benfica e a situação até ao momento não se alterou. Reconhecemos competência, dedicação e profissionalismo, tem estes três atributos. Mais nada tenho a dizer sobre esta matéria", esclareceu o vice-presidente 'encarnado' Varandas Fernandes, em conferência de impressa, realizada no Estádio da Luz, em Lisboa.

Recorde-se que o Ministério Público (MP) acusou dois funcionários judiciais, a SAD do Benfica e um colaborador de vários crimes, incluindo corrupção, favorecimento pessoal, peculato e falsidade informática, no caso "e-toupeira".

Visivelmente incomodado com o tema, o dirigente 'encarnado' acabou por prestar total apoio a Paulo Gonçalves.

"Até prova em contrário, acredito na sua inocência. Não está julgado, está acusado. A justiça vai encarregar-se de apurar se tem ou não responsabilidade de ser acusado", frisou.

A informação mais vista

+ Em Foco

Um "cemitério de dinossauros" descoberto na Argentina, com 220 milhões de anos apresenta fósseis de uma dúzia de animais.

    Um dia que ficará para a história. O dia em que um dos monumentos mais emblemáticos do Mundo foi apanhado pelo fogo.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.