Euro feminino: Portugal tem saldo negativo com a Espanha

| Futebol Nacional

Seleção feminina espanhola vai estrear jogadores portuguesas em competições oficiais
|

Portugal defronta, na quarta-feira, na sua estreia num Europeu de futebol feminino a ‘velha conhecida’ Espanha, seleção que derrotou as portuguesas na fase de qualificação.

A ‘Roja’, equipa orientada pelo selecionador Jorge Vilda, integrada no lote de favoritas a vencer o Europeu, foi quem teve a melhor prestação em todo o apuramento, com oito vitórias em oito jogos.

Nos dois jogos com Portugal, as espanholas venceram na Covilhã por 4-1 e em Badajoz por 2-0, em encontros em que a capitã espanhola Vero Boquete (um golo) e Soni Bermudez (um golo) marcaram, mas que são as grandes ausentes na competição que decorre na Holanda.

O técnico espanhol optou por deixar as duas jogadoras fora das 23 convocadas, o que gerou alguma surpresa.

Na história, é preciso recuar 20 anos, até 1997, para lembrar uma das poucas vitórias de Portugal frente à seleção ‘vizinha’, com um triunfo por 3-0, com golos de Maria João Xavier, Ana Rita e Paula Cristina.

Em cinco jogos, as espanholas somam três triunfos (2016, 2015 e 1994), contra dois de Portugal (1997 e 1983), mas a atual progressão do futebol feminino espanhol, ao nível da formação, tem dado outra visibilidade à sua equipa feminina.

A Espanha é atual 13.ª do mundo e os resultados nas sub-17 e sub-19, em que chegaram a ser campeãs europeias, anteveem um futuro capaz de contrariar a tendência para o favoritismo alemão ou do norte da Europa, em especial da Suécia.

Antes de chegar ao Europeu da Holanda, a Espanha goleou a Bélgica (7-0, em 30 de junho) e perdeu com o Brasil (2-1, em 10 de junho), enquanto Portugal tem uma vitória e uma derrota com o País de Gales (1-2 e 1-0, em 08 e 11 de junho).

O jogo de quarta-feira entre Espanha e Portugal (17:00 de Lisboa), que abrirá o grupo D do Europeu de futebol feminino, disputa-se no Estádio De Vijverberg, em Doetinchem, com arbitragem da sueca Pernilla Larsson.

A informação mais vista

+ Em Foco

Um mês depois dos incêndios, ainda há raízes em combustão sob a terra no concelho de Pedrógão Grande. Reunimos aqui um conjunto de vídeos em 360 graus captados no local.

A 17 de junho, Portugal começou a assistir ao mais mortífero incêndio de sempre. A paisagem de Pedrógão Grande mantém-se em tons de sépia. Um cenário captado pelo fotojornalista Pedro A. Pina.

    Nos últimos dois anos a RTP ouviu três vozes com diferentes perspetivas do conflito israelo-palestiniano: Miko Peled, Shahd Whadi e Tamir Ginz.

    Natalidade, envelhecimento, turismo, agricultura, emigração, pobreza, saúde, desigualdades. A caminho das autárquicas a Antena 1 fixa o país em 20 retratos.