Fernando Gomes felicita futebol feminino do Sporting por "brilhante conquista"

| Futebol Nacional

Legenda da Imagem
|

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, felicitou o Sporting pela conquista do campeonato nacional de futebol feminino, uma "brilhante conquista" que coroa "um trabalho notável na promoção da modalidade".

"Foi uma brilhante conquista (...) num ano de renovação no principal campeonato feminino (...). Ao longo da temporada desportiva 2016/17, a equipa do Sporting deu provas de grande talento e qualidade. E o clube fez um trabalho notável na promoção da modalidade, batendo recordes de assistências no seu estádio", disse, citado na página da FPF na internet, na entrega do troféu às vencedoras.

O Sporting sagrou-se campeão nacional de futebol feminino pela primeira vez, ao golear o Boavista, no Porto, por 6-1, em jogo da 25.ª e penúltima jornada da liga.

A recém-criada equipa 'leonina' impôs-se no Parque de Jogos do Inatel, no Porto, com golos de Fátima Pinto (12 minutos), Tatiana Pinto (30), Diana Silva (33 e 40), Ana Capeta (68 e 71), enquanto Cláudia Lima marcou para o Boavista (79).

Com 71 pontos, mais três do que o Sporting de Braga, e com vantagem no confronto direto com as minhotas, o Sporting asseFernando Gomes felicita futebol feminino do Sporting por "brilhante conquista"

Redação, 20 mai (Lusa) -- O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, felicitou o Sporting pela conquista do campeonato nacional de futebol feminino, uma "brilhante conquista" que coroa "um trabalho notável na promoção da modalidade".

"Foi uma brilhante conquista (...) num ano de renovação no principal campeonato feminino (...). Ao longo da temporada desportiva 2016/17, a equipa do Sporting deu provas de grande talento e qualidade. E o clube fez um trabalho notável na promoção da modalidade, batendo recordes de assistências no seu estádio", disse, citado na página da FPF na internet, na entrega do troféu às vencedoras.

O Sporting sagrou-se campeão nacional de futebol feminino pela primeira vez, ao golear o Boavista, no Porto, por 6-1, em jogo da 25.ª e penúltima jornada da liga.

A recém-criada equipa 'leonina' impôs-se no Parque de Jogos do Inatel, no Porto, com golos de Fátima Pinto (12 minutos), Tatiana Pinto (30), Diana Silva (33 e 40), Ana Capeta (68 e 71), enquanto Cláudia Lima marcou para o Boavista (79).

Com 71 pontos, mais três do que o Sporting de Braga, e com vantagem no confronto direto com as minhotas, o Sporting assegura assim o seu primeiro título, sucedendo no historial de campeões ao Futebol Benfica, vencedor das duas últimas edições.

Fernando Gomes felicitou ainda as equipas que participaram na primeira edição da Liga Allianz.

"Os que entraram na liga em setembro de 2016 e os que competem há vários anos, formando talentos para as nossas seleções e realizando um trabalho persistente e paciente que prestigia o futebol português. A todos o nosso sincero agradecimento", concluiu.

gura assim o seu primeiro título, sucedendo no historial de campeões ao Futebol Benfica, vencedor das duas últimas edições.

Fernando Gomes felicitou ainda as equipas que participaram na primeira edição da Liga Allianz.

"Os que entraram na liga em setembro de 2016 e os que competem há vários anos, formando talentos para as nossas seleções e realizando um trabalho persistente e paciente que prestigia o futebol português. A todos o nosso sincero agradecimento", concluiu.

A informação mais vista

+ Em Foco

Houve aldeias ceifadas e vidas destruídas. O medo viveu ao lado de histórias de heroísmo. Contamos as estórias que agora preenchem dezenas de aldeias esquecidas, muitas pintadas a cinza.

    O incêndio de Pedrógão Grande provocou a morte de 64 pessoas e deixou mais de 200 pessoas feridas. Revisitamos os últimos dias com fotografias e imagens aéreas captadas com recurso a um drone.

      É uma tragédia sem precedentes que vai marcar para sempre o país. O incêndio de Pedrógão Grande fez 64 mortos mais de duas centenas de feridos. Há dezenas de deslocados.

      Nodeirinho é a aldeia mártir do incêndio de Pedrógão Grande. É uma aldeia em ruínas, repleta de casas queimadas e telhados no chão. Um cenário de desolação e dor.