Futebol de Lés a Lés

| Futebol Nacional
Futebol de Lés a Lés

Felgueiras 1932 devolveu o gosto pelo futebol à cidade.

A equipa do Futebol Clube de Felgueiras 1932 protagonizou um apuramento apertado para a fase final do Campeonato de Portugal.

Nesta edição do Futebol de Lés a Lés o treinador Ricardo Sousa admitiu que foram encontradas muitas dificuldades pelo caminho: “Foi difícil pelo menos desde que cheguei a 10 de janeiro e estamos a seis pontos da liderança. Tivemos de jogar fora contra os cinco primeiros. O meu papel foi dar um voto de confiança ao grupo porque a qualidade estava lá”.

Ao olhar para trás o técnico admitiu que, no essencial, o objetivo foi cumprido: “Era chegar ao ‘play-off’ e reaproximar a equipa dos apoiantes”.

Nos quartos-de-final saiu a “fava” à sua equipa ao ter por adversário o “super Farense”.

Apesar da derrota em casa na 1.ª mão, por 2-3, o treinador confessou sentir o grupo capaz de reverter este resultado negativo, este domingo, em Faro: “Vamos jogar para ganhar a eliminatória”.

O treinador disse a concluir que daquilo que conhece do clube e da equipa este novo Felgueiras pode voltar à ribalta do futebol português: “Há mística e sinto que voltou a haver união entre o clube e a cidade”.

Ricardo Sousa, treinador do Felgueiras 1932, um jovem técnico a querer deixar a marca do seu trabalho na formação da região do Tâmega.

A informação mais vista

+ Em Foco

No 20.º aniversário da Exposição Universal sobre os Oceanos, a Antena 1 e a RTP estiveram à conversa com alguns dos protagonistas do evento.

    Um dos mais conceituados politólogos sul-coreanos revelou à RTP o modo de pensar e agir de Pyongyang.

    Portugal foi oficialmente um país neutro na 2ª guerra Mundial. Mas isso não impediu que quase mil portugueses tivessem sido deportados, feitos prisioneiros ou escravos pelos nazis.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.