Marco Ferreira analisa a intranquilidade dos árbitros

| Futebol Nacional
Marco Ferreira analisa a intranquilidade dos árbitros

O ex-árbitro aborda, na Antena 1, os últimos erros da arbitragem no futebol português, nas suas diversas variantes e aponta responsáveis.

O juiz de campo que durante a carreira foi visado por decisões tomadas, aponta o dedo aos dirigentes de clubes e dos árbitros pela forma como foi conduzido o processo de aceitação de dispensa do árbitro Fábio Veríssimo, muito criticado como VAR no jogo FC Porto-Benfica para a Taça da Liga.

Marco Ferreira deixou a arbitragem no final da época de 2014/15, quando soube que iria ser despromovido à segunda categoria.

O juiz de campo tinha dirigido a final da Taça de Portugal dessa época e tinha sido segundo classificado entre os árbitros da primeira categoria e não aceitou a despromoção. Decidiu sair.

Sobre as decisões polémicas que se discutem a propósito dos jogos da “final four” da Taça da Liga considera que a pressão é grande para os árbitros, até porque o comunicado do Conselho de Arbitragem da FPF abre um precedente, como revelou ao jornalista David Carvalho.

Para Marco Ferreira os árbitros não têm proteção. Os clubes são os culpados.

A informação mais vista

+ Em Foco

Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

    Entrevista Olhar o Mundo a um dos autores e investigadores militares mais reconhecidos do mundo anglo-saxónico.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.