Golo tardio apura Sp. Braga para a Elite da UEFA Futsal Cup

| Futsal

Legenda da Imagem
|

Um golo no último minuto apurou quinta-feira o Sporting de Braga para a Ronda de Elite da UEFA Futsal Cup, depois da vitória sobre os eslovenos do Brezje Maribor (3-2), no segundo jogo da fase principal.

Além do tento de André Machado, a 24 segundos do fim, também Marinho, aos 39 segundos de jogo, e Cássio, aos 36.41 minutos, marcaram para a formação portuguesa, que até viu a equipa da casa dar a volta, por Rednak (12.05) e Kroflic (34.40).

Com esta vitória, o Sporting de Braga, que se estreia esta época nas competições europeias, soma três pontos no Grupo 2, liderado pelo campeão europeu Inter Movistar, com seis, sendo que se qualificam os três primeiros.

Os minhotos têm os mesmos pontos dos russos do Dina Moscovo, que hoje perderam com o Inter por 4-0, mas também já estão apurados, enquanto os eslovenos, ‘anfitriões’ da ‘poule’, não pontuaram e estão já eliminados.

Os bracarenses entraram no encontro praticamente a ganhar, com o tento de Marinho ainda dentro do primeiro minuto, mas Rednak empatou a meio do primeiro tempo, quando o Brezje se tinha aproximado mais da baliza de Ribeiro.

Na etapa complementar, Kroflic consumou a reviravolta para o emblema esloveno, mas Cássio refez o empate e Machado ‘gelou’ o Pavilhão Desportivo Tabor, colocando o Sporting de Braga na Ronda de Elite.

No sábado, pelas 17:30 de Lisboa, o Sporting de Braga defronta o Dina Moscovo, enquanto o Brezje defronta os espanhóis do Inter, de Ricardinho, na última jornada da fase principal da UEFA Futsal Cup, em dois embates para ‘cumprir calendário’.

A informação mais vista

+ Em Foco

A Redação da RTP votou sobre as figuras e acontecimentos mais destacados, a nível nacional e internacional. Veja aqui as escolhas.

    O embaixador russo em Lisboa afirma, em entrevista à RTP, que as declarações e decisões de Donald Trump sobre Jerusalém podem incendiar todo o Médio Oriente.

    Rui Rosinha, bombeiro de Castanheira de Pêra, sofreu queimaduras de terceiro grau e esteve dez horas à espera de ser internado. Foi operado 14 vezes e regressou a casa ao fim de seis meses.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.